ANCINE

Bolsonaro diz que quer perfil evangélico para a Ancine

Para o presidente, o próximo diretor da Ancine deve saber recitar 200 versículos bíblicos

Thalis Araújo
Thalis Araújo
Publicado em 31/08/2019 às 19:05
Notícia
Foto: Carolina Antunes/PR
Para o presidente, o próximo diretor da Ancine deve saber recitar 200 versículos bíblicos - FOTO: Foto: Carolina Antunes/PR
Leitura:

O presidente Jair Bolsonaro disse que quer na Agência Nacional de Cinema (Ancine) um diretor de perfil evangélico. Em almoço com jornalistas, Bolsonaro listou que queria alguém que soubesse ''recitar 200 versículos bíblicos'', tivesse o joelho machucado de tanto rezar e tivesse a bíblia ''encaixada debaixo do braço''. ''Estou exagerando aqui, mas que cultura é essa?'', questionou.

Ele admitiu ainda que tem atendido pedidos de senadores e deputados para indicar pessoas a cargos em agências, incluindo o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para conseguir governar.

Afirmou, porém, que tem procurado manter em cada órgão a maioria da composição de indicados seus. ''As agências têm superpoderes'', afirmou.

O presidente disse ainda que mandou tirar quatro diretores de uma estatal recentemente, mas não quis dizer de qual empresa estava falando.

Afastamento de Christian de Castro Oliveira da Ancine

O presidente Jair Bolsonaro afastou Christian de Castro Oliveira dos cargos de diretor e diretor-presidente da Agência Nacional do Cinema (Ancine). Christian foi nomeado diretor-presidente da Ancine no início de 2018 e tem mandato até outubro de 2021. O afastamento, determinado por Decreto publicado em edição extra do Diário Oficial da União que circula nesta tarde, cumpre uma decisão judicial da 5ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro da Seção Judiciária do Rio de Janeiro

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias