BDS

Roger Waters envia carta de repúdio a Bon Jovi por show em Israel

O cantor americano tocou em Tel Aviv no dia 3 de outubro

Folhapress
Folhapress
Publicado em 16/10/2015 às 18:21
Leitura:

Roger Waters, ex-baixista e vocalista do Pink Floyd, condenou publicamente o também músico Jon Bon Jovi por se apresentar em Israel, informou a revista americana Variety. O cantor americano tocou em Tel Aviv em 3 de outubro. "Você está lado a lado do colono que queimou o bebê. Os mortos não conseguem lembrá-lo dos crimes que você ignorou", escreveu Waters.

O músico é membro dedicado do BDS (sigla para "boicote, desinvestimento e sanções"), movimento global que promove estratégias para pressionar o Estado Judaico a encerrar a ocupação de territórios palestinos.

Em maio deste ano, Waters apelou contra a apresentação de Gilberto Gil e Caetano Veloso no país, marcada para julho, novamente em carta.

"Caros Gilberto e Caetano, os aprisionados e os mortos estendem as mãos. Por favor, unam-se a nós cancelando seu show em Israel. De tantas maneiras, vocês são um foco de luz para o resto do mundo", escreveu.

Caetano Veloso respondeu, agradecendo "pela atenção e o esforço" de esclarecimento político, mas manteve o show.

"Eu nunca cancelaria um show para dizer que sou basicamente contra um país, a não ser que eu estivesse realmente e de todo coração contra ele. O que não é o caso", declarou.

Em tréplica, Roger Waters escreveu : "As políticas coloniais e racistas de Israel têm devastado a vida de milhões de palestinos (...) Eu imploro a você (Caetano) para não proceder com sua participação".

Além de Bon Jovi e Gil e Caetano, o BDS já pressionou Rihanna, Justin Timberlake e Scarlett Johansson por trabalhos em Israel.

A posição política de Roger Waters foi criticada pelo radialista americano Howard Stern, judeu, em seu programa no último dia 6. "Para onde você quer que os judeus vão, Roger? Você quer que retornem aos campos de concentração? 'Judeus, vão para o lado oculto da lua e vivam lá'", declarou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias