POLÊMICA

Filme sobre Agnaldo Timóteo terá cenas sobre 'amor gay' cortadas após confusão no Rio

Ex-funcionário do cantor não gostou de ser citado como um dos grandes amores da vida de Agnaldo

JC Online
JC Online
Publicado em 11/10/2017 às 10:47
Foto: Reprodução/Internet
Ex-funcionário do cantor não gostou de ser citado como um dos grandes amores da vida de Agnaldo - FOTO: Foto: Reprodução/Internet
Leitura:

O documentário Eu, Pecador sobre a vida de Agnaldo Timóteo sofrerá um corte devido a uma confusão após exibição no Festival do Rio, no último domingo. As informações são do jornal Extra.

Ao fim da sessão, um dos personagens retratados no filme, ex-funcionário do cantor, não gostou de ser citado como um das grandes amores da vida de Agnaldo e foi tirar satisfação.

Cortado

O homem explicava que não queria ser exposto daquela forma e que já tem sua família. Depois o ex-funcionário foi na casa de Agnaldo com seu advogado e pediu que fosse excluído do filme.

"Convivi durante um ano e meio com o Agnaldo Timóteo e posso dizer o quanto ele é extraordinário e sensível. Não faria nada para magoá-lo e do filme não será retirado nada além de cinco segundos", explicou o diretor Nelson Hoineff ao Extra. O documentário será exibido, já com o corte, na Mostra de Cinema de São Paulo. A estreia no circuito nacional está prevista para 2018.

Últimas notícias