Parceiros em cena

'Espero que não saia queimada', diz Antonio Fagundes sobre Regina Duarte

Ator acredita que artistas que entram na política tendem a se prejudicar

JC Online
JC Online
Publicado em 24/01/2020 às 9:34
Reprodução
Ator acredita que artistas que entram na política tendem a se prejudicar - FOTO: Reprodução
Leitura:

Antonio Fagundes comentou sobre a possível ida de Regina Duarte à Secretária Especial de Cultura. O ator, que nesta sexta-feira (24) se despede da novela Bom Sucesso, comentou em entrevista ao jornal O Globo que não vê com bons olhos o envolvimento de artistas com o governo. 

"Sempre tenho pena de artista que entra nessa jogada. Temos tanta coisa para fazer e o jogo sujo da política só pode trazer coisa ruim. Torço para que a Regina não saia queimada. O fato é que com dotação orçamentária de 0,6% ninguém consegue gerir um patrimônio cultural do tamanho do Brasil", afirmou.

PARCERIA EM CENA

Fagundes e Regina Duarte já fizeram pares românticos em novelas como Vale Tudo (1989) e Por Amor (1997). Perguntado sobre como era sua relação com a atriz, ele afirmou que "sempre foi muito bom" e que ela era uma "ótima companheira".

Podcast O Fato É discute as polêmicas envolvendo a Secretaria de Cultura de Bolsonaro:

Ele também comentou sobre Atílio, seu personagem em Por Amor, reprisada em 2019, que é considerado por alguns um "sedutor incorrigível". Para Fagundes, o personagem não seria visto com maus olhos no clima atual, de maior desconstrução de padrões heteronormativos.

"Ele tinha delicadeza e gentileza. Fazia saladinha, mandava flores, era romântico. Não lembro de nenhum assédio do Atílio, ele era respeitoso. Acho que esta é uma visão é deformada.", afirmou na entrevista.

Últimas notícias