Consumo

Compras, correria, filas enormes... Veja como foi a Black Friday 2019 no Grande Recife

No RioMar Recife, a projeção é de que as vendas tenham aumentado em 10% em relação ao ano passado

Felipe Amorim
Felipe Amorim
Publicado em 29/11/2019 às 20:29
Notícia
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
FOTO: Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Leitura:

Um vai e vem intenso de consumidores em busca da melhor promoção agitou, nesta sexta-feira (29), os corredores dos principais shoppings do Recife. No Centro da capital, o movimento era menor, porém melhor do que em dias comuns. A Black Friday começou cedo e fez os lojistas esticarem o horário. A maior parte dos malls funcionou das 8h às 23h, mas já havia grandes lojas de portas abertas desde às 6h.

Máquinas de lavar, refrigeradores e até sanduicheiras tiveram grande procura. No RioMar Recife, a projeção é de que as vendas tenham aumentado em 10% em relação ao ano passado. Para isso, o centro de compras funcionou durante 17 horas seguidas. “É uma forma de permitir que todos tenham acesso ao produto que está procurando, desde quem passou o dia no trabalho, quem veio sozinho ou quem preferiu vir com a família”, disse Denyelly Halinski, gerente de marketing do RioMar, em entrevista à TV Jornal.

No Shopping Center Recife, às 5h já havia fila em frente a uma das entradas do centro de compras. A comerciante Priscila Vilela foi uma das primeiras a chegar. Ela veio junto com o marido e o irmão em busca de eletrodomésticos. “Fomos ontem (quinta) à noite em uma loja do Centro que estava aberta, mas não conseguimos entrar, então resolvemos tentar o shopping”, disse.

As portas foram abertas 10 minutos antes do horário previsto, às 5h50, e os seguranças tentaram limitar a entrada a 10 pessoas por vez. Só não conseguiram evitar a correria dos primeiros clientes, que avançaram em direção a uma loja de departamentos. Além de televisores e celulares, os produtos mais procurados, havia grande disputa por cosméticos e produtos de higiene. 
Meia hora depois que o shopping abriu, a contadora Manuela Mendes já havia garantido o televisor de 50 polegadas e uma fritadeira sem óleo, tipo Airfryer. “Pesquisei muito antes e já havia encontrado a TV por até R$ 2.200. Paguei R$ 1.800 por ela e deu até para levar a panela”, comemorou Manuela.

A manicure Vittoria Cavalcante chegou às 4h40 ao Shopping Recife. Não levou nem uma hora para comprar o que queria. “Estou levando muita coisa para casa. Paguei quase R$ 500, mas acho que economizei R$ 300”, disse.

O gerente Bruno Ricardo afirmou que reforçou estoques de mercadoria e contratou mais 15 vendedores temporários para dar conta da demanda do dia, além da equipe fixa de 40 funcionários. “Acredito que o movimento este ano fique entre 15% e 20% maior do que no ano passado”, calculou.

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
O setor de roupas também foi bastante procurado na promoção - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
A movimentação foi intensa no RioMar Recife - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Produtos de higiene pessoal também foram muito procurados - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
As lojas lotaram rápido no RioMar Recife - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
As filas eram gigantes nas lojas - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
As TVs também foram muito procuradas - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Materiais escolares também foram procurados pelos clientes - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
As promoções chamaram a atenção da população - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
As pessoas aproveitaram a promoção para abastecer o estoque em diversas áreas - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Lojas do RioMar Shopping funcionam até as 23h - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Foto: Bruno Campos/JC Imagem
RioMar Shopping espera incremente de até 10% nas vendas - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Creme dental também teve alta procura nas lojas de departamento - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Sabonetes, xampu e outros itens de higiene pessoal foram muito procurados - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Lojas de departamento ficaram lotadas no Riomar - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Desde o começo do dia, as pessoas já estavam nas lojas - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Em algumas áreas, os preços eram imperdíveis - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Foto: Bruno Campos/JC Imagem
No RioMar, consumidores aproveitam desde cedo as promoções da Black Friday - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Foto: Bruno Campos/JC Imagem
As promoções da Black Friday estão sendo aproveitadas desde cedo por quem foi ao RioMar - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Muita gente chegou logo cedo nos shoppings do Recife para aproveitar a Black Friday - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Muita gente chegou cedo ao Shopping Recife para aproveitar as promoções - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Segundo o centro de compras, cerca de 100 mil pessoas são esperadas nesta sexta-feira - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
O movimento normal de um dia como hoje no Shopping Recife é de 65 mil pessoas - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Lojas de departamento foram as mais procuradas pelo público - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Lojas de departamento foram as mais procuradas pelo público - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Lojas de departamento foram as mais procuradas pelo público - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Muita gente procurou eletrodomésticos no Shopping Recife - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Muita gente procurou eletrodomésticos no Shopping Recife - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem

 

Já o supervisor de vendas Nildo de Lima, que trabalha numa loja de eletrônicos, se disse animado com o movimento. “Estamos com boas expectativas para o Natal, quando o movimento é tão bom quanto hoje, só que diluído no mês inteiro”, afirmou.

Para a gerente de Marketing do Shopping Recife, Renata Cavalcanti, o ambiente de tranquilidade em relação a anos anteriores tem a ver com a consolidação da Black Friday como uma das datas comemorativas do varejo. “O consumidor está mais consciente, e os comerciantes, mais amadurecidos em relação à data.”

A movimentação de público estimada no Shopping Center Recife nesta sexta-feira foi de 100 mil pessoas, enquanto em dias normais a média é de 65 mil pessoas.

Movimentação no Centro da Cidade

Já no Centro da cidade, a manhã começou com movimento fraco, mas foi após o almoço que o dia aqueceu as vendas. A auxiliar-administrativo Débora Cristina foi uma das que preferiram ir ao Centro, onde comprou cama, sandália e tênis. “Pesquisei muito antes de comprar hoje mesmo, e só parei neste sapataria porque os preços aqui valem a pena”, afirmou Débora.

Em uma loja de móveis na Rua da Palma, o movimento esperado no dia era de 3 mil pessoas, quando o normal são mil clientes.
O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas do Recife, Cid Lôbo, afirmou que o dia se mostrou produtivo para o comércio como um todo. “Nossa estimativa era um crescimento de 20% em relação ao ano passado e acredito que estamos chegando nessa meta”, disse.

Alta procura por fraldas

Eletroeletrônicos e celulares eram os queridinhos, mas as fraldas ganharam seu espaço este ano. Muitas pessoas equilibravam caixas de TV, carregavam eletrodomésticos ou arrastavam sacos enormes com fraldas descartáveis. Em uma loja de departamentos, muito movimentada, o pacote com 24 fraldas estava saindo por R$ 12. Em média, um mesmo pacote gira em torno de R$ 40.

A dona de casa Kate Plícia fazia planos para economizar. “O meu plano é levar R$ 300 de fraldas e tentar comprar ainda um microondas”, afirmou. A também dona de casa Paula Roberta estava de olho nas fraldas. “Ano passado, comprei R$ 500, e rendeu até mês passado. Hoje, comprei R$ 320 e acho que vai dar por mais um ano.”

Nas lojas de departamento, ao fim do dia, o cenário comprovava o tamanho do movimento em busca das concorridas fraldas. 

Fiscalização do Procon

Em dia de grandes descontos e movimento intenso nos pontos comerciais por conta da Black Friday, o Procon autuou seis lojas no Grande Recife - sendo quatro em Jaboatão dos Guararapes e duas no Recife. Os estabelecimentos praticaram irregularidades relacionadas aos preços dos produtos, exposição dos preços, indisponibilidade dos produtos ofertados e outros. As multas aplicadas pelas infrações cometidas variam R$ 20 mil a R$ 100 mil. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias