Violência

Presidente da Inferno Coral recebe alta após agressões

Amilton Lima dos Santos recebeu várias pauladas de supostos membros da Torcida Jovem do Sport

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 12/09/2016 às 10:43
Reprodução/Internet
Amilton Lima dos Santos recebeu várias pauladas de supostos membros da Torcida Jovem do Sport - FOTO: Reprodução/Internet
Leitura:

O presidente da Inferno Coral, Amilton Lima dos Santos, de 29 anos, assinou um termo de responsabilidade e deixou, na manhã desta segunda-feira (12), o Hospital Getúlio Vargas, onde estava internado desde a tarde do último domingo (11). Ele foi vítima de agressão, provocada por supostos membros da Torcida Jovem do Sport. O crime aconteceu momentos antes do Clássico das Multidões, entre o Leão e o Santa Cruz, na Ilha do Retiro. 

Amilton recebeu várias pauladas, além de também ter sido espancado com uma pá, no rosto. Ele foi encurralado por cerca de 15 homens, na Zona Oeste do Recife. As agressões causaram trauma na face e escoriações em seu couro cebeludo.

O outro integrante da Inferno Coral agredido foi o diretor André Sales, de 25 anos. Ele sofreu uma fratura no braço e foi liberado no próprio domingo (11). 

COLETIVA DE IMPRESSA

Às 11h desta segunda-feira (12), a Secretaria de Defesa Social (SDS) vai dar uma coletiva de imprensa em sua sede para dar mais detalhes da investigação. Dois suspeitos foram presos. Victor Eduardo da Silva, de 20 anos, negou as agressões e disse que o outro suspeito, um menosrde 17 anos, é que teria sido o responsável pelo ataque. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias