VIOLÊNCIA

Suspeito nega agressões a torcedores do Santa Cruz e culpa adolescente por crime

Um homem de 20 anos e um adolescente de 17 foram detidos pela polícia por suspeita de participação na ocorrência. Torcedores foram espancados com pedaços de madeira e pá no domingo (11)

JC Online
JC Online
Publicado em 12/09/2016 às 8:00
Foto: Reprodução/Whatapp
Um homem de 20 anos e um adolescente de 17 foram detidos pela polícia por suspeita de participação na ocorrência. Torcedores foram espancados com pedaços de madeira e pá no domingo (11) - FOTO: Foto: Reprodução/Whatapp
Leitura:

Mesmo após ser reconhecido por uma vítima e aparecer em um vídeo que mostra espancamento, um dos dois detidos por suspeita de envolvimento na agressão contra dois torcedores do Santa Cruz, nesse domingo (11), antes do jogo entre Sport e Santa Cruz, negou a participação no crime. Em depoimento, Victor Eduardo Gomes da Silva, 20 anos, apontou que o outro apreendido pela polícia, um adolescente de 17 anos, foi o responsável pelo ataque.

"Ele nega ter participado da agressão mas diz e aponta que o menor teria sido o responsável. O filme é bastante claro, não foi somento o menor que praticou as agressões, foram diversas pessoas", afirmou o delegado João Brito

Confira as imagens da confusão:

Victor Eduardo também informou à polícia de que nada fez para impedir as agressões. Ele foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio qualificado, rixa, corrupção de menores, associação criminosa e por promover violência no trajeto de ida e volta do local do evento esportivo, todos tipificados no Código Penal, Estatuto da Criança e do Adolescente e no Estatuto de Defesa do Torcedor. O adolescente está sendo apreendido pelos atos infracionais de tentativa de homicídio qualificado e rixa.

>> Especial - DOSSIÊ ORGANIZADAS

Uma das vítimas, o presidente da Inferno Coral, Amilton Lima dos Santos, deve ser ouvido pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O delegado Paulo Furtado está responsável pela conclusão do inquérito, que busca a identificação dos demais suspeitos envolvidos na ocorrência.

AGRESSÕES

Dois torcedores do Santa Cruz foram espancados por rubro-negros na Caxangá, na Zona Oeste do Recife, antes do início Clássico das Multidões, realizado na tarde deste domingo, na Ilha do Retiro. As vítimas foram identificadas por Amilton Lima dos Santos, 29 anos, e André Sales de Lima Júnior, 25, e deram entrada no Hospital Getúlio Vargas (HGV), também na Zona Oeste da cidade. O presidente da Inferno Coral ainda está internado no HGV e seu quadro é estável. André Sales de Lima Júnior foi liberado ainda no domingo (11) e passa bem.

Em vídeo que circula pela internet, cerca de 15 homens utilizam pedaços de madeira e até uma pá para bater em Amilton, que não tem como se defender e está aparentemente sozinho no local. Um dos agressores chuta e pula em cima da vítima. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias