Polícia

Neymar é acusado de estuprar mulher em Paris

A mulher registrou boletim de ocorrência nessa sexta-feira, em São Paulo

Mayra Cavalcanti
Mayra Cavalcanti
Publicado em 01/06/2019 às 18:41
Notícia
Foto: Mauro Pimentel/AFP
A mulher registrou boletim de ocorrência nessa sexta-feira, em São Paulo - FOTO: Foto: Mauro Pimentel/AFP
Leitura:

Uma mulher, que teve sua identidade preservada, registrou um Boletim de Ocorrência (B.O.) acusando o jogador Neymar, do Paris Saint-Germain e da seleção brasileira, de ter cometido estupro. O crime teria acontecido em Paris, na França, em 15 de maio, às 20h20, em um hotel de luxo da cidade.

No documento, a vítima relata que conheceu o jogador pelo Instagram e, após trocas de mensagens, foi convidada por Neymar para ir até Paris para um encontro. Um assessor do atacante, que a moça chamou de "Gallo", entrou em contato e passou os dados da passagem aérea e de hospedagem em Paris.

O B.O. indica que a mulher viajou em 14 de maio e, no dia seguinte, chegou à capital francesa, se hospedando no hotel Sofitel Paris Arc Du Triomphe. Ela contou que Neymar chegou por volta de 20 horas no hotel, aparentemente embriagado, e após conversarem e trocarem carícias, o jogador se tornou agressivo e "mediante violência, praticou relação sexual contra a vontade da vítima".

A mulher deixou a França no dia 17 de maio e explicou que, por estar abalada emocionalmente, não quis registrar o B.O. em outro país e optou por fazer em São Paulo, onde vive. O documento foi registrado na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro, e um inquérito foi aberto pela delegada Juliana Lopes Bussacos. A Secretaria de Segurança Pública, através de sua assessoria de imprensa, resumiu a situação e não forneceu maiores detalhes. "Houve uma denúncia registrada pela vítima na 6ª DDM. O inquérito policial segue em sigilo", explicou em nota.

Procurada, a assessoria de imprensa do jogador afirmou que não tinha conhecimento do caso e por isso não tinha como comentar. Neste sábado, Neymar treinou com a seleção pela manhã e deixou Teresópolis em seu helicóptero, já que todo grupo recebeu folga. Ele deverá se reapresentar com o restante do grupo no início da tarde de domingo. O jogador tem se envolvido em polêmicas, como a agressão a um torcedor.

O jogador está com a seleção desde o sábado, 25 de maio. Ele se apresentou ao grupo três dias antes do esperado após conseguir liberação do PSG. A saída antecipada pegou de surpresa o treinador da equipe francesa Thomas Tuchel. Em Teresópolis, o jogador teve uma semana de altos e baixos. Neymar acusou dores no joelho esquerdo em treino na terça-feira e treinou apenas na academia durante dois dias. Ele retomou as atividades normalmente na sexta.

Pai de Neymar se pronuncia sobre caso

Em entrevista à TV Bandeirantes, o pai de Neymar defendeu o filho. "Vamos trabalhar com a verdade. Vamos expor a situação para que a opinião pública possa enxergar onde mulheres e homens falando sobre machismo e um monte de coisa. Não toleramos isso. São momentos difíceis. Se a opinião pública não estiver esclarecida, não mostrar a verdade rapidamente, isso vai virar uma bola de neve. As conversas dessa moça com ele... mostrar que foi uma armadilha criada, a gente vai expor", declarou.

"Neymar conseguiu guardar as conversas e tudo o que se fala sobre a relação com o Neymar. Em nenhum momento fez isso. Sei que meu filho pode ser acusado de muitas coisas, mas sei o menino que ele é", completou o pai de Neymar, que é empresário e responsável por administrar a carreira do atacante.

Confira o que diz o boletim de ocorrência:

Comparece nesta Especializada a vítima qualificada sob o provimento CG 32/2000,  noticiando que conheceu Neymar da Silva Santos Junior através das redes sociais (Instagram) e passaram a trocar mensagens. A vítima afirma que Neymar lhe convidou para encontrá-lo em Paris e seu assessor Gallo entrou em contato com a mesma na data de 12/05/2019 e forneceu as passagens e hospedagem. A vítima afirma que embarcou na data de 14/05/2019, chegando em Paris na data de 15/05/2019, hospedando-se no Hotel Sofitel Paris Arc Du Triomphe. A vítima afirma que na mesma data, Neymar chegou por volta das 20:00 no hotel, aparentemente embriagado, começaram a conversar, trocaram carícias, porém em determinado momento, Neymar se tornou agressivo, e mediante violência, praticou relação sexual contra a vontade da vítima. A vítima afirma que foi embora de Paris na data de 17/05/2019 retornando ao Brasil. A vítima afirma que estava abalada emocionalmente e com medo de registrar os fatos em outro país, decidindo registrá-los nesta Especializada em razão de seu endereço residencial. Com base no Princípio da Extraterritorialidade, bem como as partes serem brasileiras, o presente Boletim de Ocorrência foi registrado nesta Especializada, inclusive para fins de encaminhamento aos exames que se fizerem necessários. Informo, por fim, que demais informações a respeito dos fatos foram colhidas em termos próprios, bem como documentos pertinentes. Nada Mais.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias