Futebol

Carlinhos Bala jogará ao lado de reeducandos em projeto de ressocialização

Partida acontecerá nesta sexta-feira (31), em Canhotinho, no Agreste pernambucano

klisman
klisman
Publicado em 30/01/2020 às 15:57
Notícia
Foto: Guga Matos/JC Imagem
Partida acontecerá nesta sexta-feira (31), em Canhotinho, no Agreste pernambucano - FOTO: Foto: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

Carlinhos Bala é um atacante que está marcado na história e no imaginário do futebol pernambucano. Com passagem marcante pelos três grandes de Pernambuco, Náutico, Santa Cruz e Sport, ele segue, aos 40 anos, jogando pelos campos de várzea em torneios amadores e fazendo também ações que envolvem o Sport. Uma dessas, agora, levará o seu time, o Balax, a uma partida com reeducandos do Centro de Ressocialização do Agreste (CRA), na cidade de Canhotinho. O jogo acontecerá nesta sexta-feira (31).

Esses projetos que buscam, através do esporte, ressocializar os reeducandos, são coordenados pelo diretor do CRA-Canhotinho, o policial penal Marcos Braga. Através de uma rede de contatos, tem buscado pessoas que possam contribuir neste processo. "Nas atividades da penitenciária, contamos com o apoio da Secretaria de Ressocialização do Estado, também do grupo profissional da unidade e tantos amigos que acreditam em ações deste tipo, a exemplo do Carlinhos Bala e outros atletas que estarão conosco neste grande momento", comentou. Quem também estará presente é o atacante Betinho, ex-Náutico e Santa Cruz.

Pelo peso de quem tem tamanha representatividade no futebol pernambucano, o fato de jogar ao lado de Carlinhos Bala é apontado como um fator bastante positivo para o diretor. É uma das formas de mostrar aos reeducandos a possibilidade de partilhar histórias e momentos positivos que impactarão no retorno deles ao convívio em sociedade.

"Estar perto de um ídolo, ouvir seus conselhos, e poder compartilhar com ele bons momentos tem um impacto positivo direto nestas pessoas, que estarão retornando para casa em pouco tempo. Só temos a agradecer a solidariedade do Carlinhos e seus amigos", encerrou Marcos Braga.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias