Polêmica

Vice do Conselho Deliberativo do Sport se posiciona sobre declarações de Milton Bivar

À Rádio Jornal, presidente do Sport disse que tem vontade de 'matar' conselheiro das gestões passadas 'na porrada'

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 20/02/2020 às 15:28
Acervo JC
À Rádio Jornal, presidente do Sport disse que tem vontade de 'matar' conselheiro das gestões passadas 'na porrada' - Acervo JC
Leitura:

O vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sport, Ricardo Sá, reiterou que as declarações dadas pelo presidente Milton Bivar à Rádio Jornal nesta quinta-feira (20) foram totalmente direcionadas a integrantes do órgão na gestão anterior. Ao falar da situação financeira do clube para o Bate Rebate, Milton afirmou ter vontade de "matar na porrada" conselheiros dos mandatos de Arnaldo Barros e João Humberto Martorelli. À reportagem do Jornal do Commercio, Ricardo Sá revelou ainda que há conselheiros da atual gestão sendo processados por gestores passados, justamente pelo trabalho de examinar as contas do Leão e cobrar a responsabilização de ex-dirigentes.

"Absolutamente, a conduta deste Conselho atual é irretocável, e os conselheiros, antes de tudo, são dignos do máximo respeito, pessoal e institucionalmente. Esta legislatura do Conselho orgulha a história do clube, seja pela abnegação que tem demonstrado, seja pela independência e compromisso com o voto recebido dos sócios. Sempre que chamado - e muitas vezes, até antes de qualquer convocação, os conselheiros têm se engajado, em parceria com a gestão, organizando cotas e outras iniciativas de arrecadação; capitaneando e cobrando a responsabilização de ex-dirigentes, inclusive, temos conselheiros sendo processados pela coragem de conduzir o exame das contas passadas do clube", revelou.

O vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sport aproveitou para prestar solidariedade ao presidente Milton Bivar, sem, no entanto, deixar de observar que houve certo excesso em sua fala. "Somos solidários com o presidente, aturdido pela caótica situação financeira do clube, que só um rubro-negro apaixonado e desprendido poderia assumir. Ainda assim, certos excessos de linguagem não condizem com a liturgia do honroso cargo que ele ocupa e devem ser evitados", comentou.

PODER DE FISCALIZAÇÃO 

 Ricardo Sá também falou da independência de atuação do Conselho na gestão Milton Bivar e do comprometimento dos conselheiros com o clube. "Duas certezas a nação rubro-negra pode ter: de nosso apoio ao clube e de nossa independência. Jamais negaremos ajuda ao clube, nem deixaremos de fiscalizar e cobrar quando necessário. E só podemos esperar, do homem público e líder, Milton Bivar, que não confunda o legítimo, necessário e obrigatório exercício de nossa função institucional com oposição", finalizou.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias