RECUPERAÇÃO

Niel está na expectativa de voltar a jogar pelo Náutico

Volante alvirrubro volta a treinar com o restante do elenco na primeira semana de novembro

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 30/10/2016 às 8:13
Foto: divulgação/ Náutico
Volante alvirrubro volta a treinar com o restante do elenco na primeira semana de novembro - FOTO: Foto: divulgação/ Náutico
Leitura:

O volante Niel já está em contagem regressiva para voltar aos gramados. O prata da casa alvirrubro está na fase final de recuperação da cirurgia que passou no joelho esquerdo para reconstruir o ligamento cruzado, lesão sofrida na estreia do Náutico na Copa do Brasil deste ano, no dia 17 de março, diante do Vitória da Conquista, da Bahia. De acordo com a comissão médica do clube, o cabeça de área vai ficar mais essa semana na transição com o departamento físico e de fisioterapia para depois ser liberado para voltar a treinar com bola com o restante do elenco.

“Agora, no dia 27 de outubro, completou seis meses da cirurgia, que é o tempo de protocolo para a reconstrução do ligamento do joelho. Já venho trabalhando na transição com o preparador físico Adriano (Souza) há quatro semanas, mas vou precisar ficar mais uma porque acabei sentindo um desconforto. Fiz exame de imagem e não apontou nada. Ele sabe o que é melhor pra mim e preferiu que eu ficasse mais essa semana para depois me liberar para treinar com o restante do grupo”, disse Niel.

Apesar de o pior momento já ter passado, o volante de 22 anos lembra como conseguiu superar as dificuldades de ficar tanto tempo sem fazer o que mais gosta, que é jogar futebol.

“Sem dúvida, o apoio da minha família foi bastante importante. Meus pais passaram quatro meses comigo aqui no Recife e só voltaram para a Paraíba agora. Já aqui no clube recebi muita força dos companheiros, principalmente de Rodolpho, Julio Cesar e Gastón. Em nenhum momento eles deixaram eu baixar a cabeça”, contou Niel, revelando que também se espelhou na história de João Ananias. “Quando eu me machuquei, ele (João Ananias) estava na fase final de recuperação. Dentro do DM vamos tirando força ao ver a dedicação do companheiro e se inspirando. Hoje João está jogando bem de novo, sem nenhuma dificuldade e claro que tiro lição disso, principalmente que ele também veio da base do clube e acabo me espelhando na sua história de superação”.

Antes de acontecer a contusão, Niel vinha conquistando a confiança de Dal Pozzo (então técnico do Náutico) e ganhando cada vez mais espaço entre os titulares. Situação que o fez ter sonhos que infelizmente não puderam ser realizados, mas que ele espera conquistá-los em 2017. “Eu queria ganhar o prêmio de revelação do Pernambucano desse ano e ser campeão pelo Náutico. A lesão veio logo quando eu estava tendo oportunidade, por isso foi muito difícil para mim. Agora só penso em me recuperar, voltar a jogar como antes e, quem sabe, atuar ainda esse ano, nem que seja por dez minutos. Se não for possível, vou fazer fortalecimento nas férias para voltar melhor na próxima temporada, buscar recuperar meu espaço e ajudar o Náutico a ser campeão estadual. Se eu fizer parte da seleção será um sonho”, desejou o volante Niel.

IRMÃO CAÇULA

A família Silva Oliveira pode comemorar dois acessos à Série A. Isso porque, além de Niel, o seu irmão mais novo, Silva, defende as cores do Atlético-GO, principal candidato ao título da Segundona.

“Meu irmão também atua de volante e sempre se destacou por ter muita força. Dizem que temos características parecidas, mas acho que ele é bem mais marcador que eu. Busco me inspirar nele, pois sempre conquistou tudo nas categorias de base do Internacional”, contou Niel. Silva, de 21 anos, pertence ao Colorado, mas está emprestado ao Atlético-GO até o final do ano.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias