Série C

Técnico do Náutico reconhece dificuldades no jogo, mas valoriza importante vitória

Náutico venceu o líder Sampaio Corrêa de virada, nos Aflitos

Fernando Marinho
Fernando Marinho
Publicado em 12/08/2019 às 23:09
Notícia
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

O futebol apresentado não foi dos melhores, o Náutico sofreu em determinados momentos do jogo, mas conseguiu uma importante vitória sobre o líder Sampaio Corrêa para encaminhar a vaga nas quartas de final da Série C. O time comandado por Gilmar Dal Pozzo pode garantir a classificação já na próxima rodada, caso não perca para o Botafogo-PB, sábado. Reconhecendo as dificuldades da partida, o treinador alvirrubro explicou a postura da equipe.

"A gente estava querendo acelerar muito o jogo, indo no embalo do nosso torcedor, que estava nos ajudando. Mas ali naquele momento precisávamos ter mais lucidez para trabalhar mais a bola, esperar o momento certo. O Sampaio (Corrêa) veio nos respeitando, com uma postura diferente de todos os outros times que enfrentamos, por isso nós tivemos dificuldade. Depois do gol nos acertamos", analisou Dal Pozzo.

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Até abrir o placar, o Sampaio Corrêa era superior no jogo. Com a pressão no final do primeiro tempo, o Náutico conseguiu igualar as ações e, de acordo com Gilmar Dal Pozzo, a conversa no intervalo foi fundamental para o time voltar com outra postura no jogo. Na segunda etapa, a partir da metade final da partida, o Timbu conseguiu encaixar bons contra-ataques, mas não conseguiu matar o jogo. Apesar disso, o técnico alvirrubro enxerga o resultado como de bom tamanho.

"Eles dominaram os 20 minutos iniciais, depois acertamos o jogo, tivemos o controle, não fomos muitos superiores, mas o suficiente para criarmos chances. Conseguimos virar o jogo e no segundo tempo criamos quatro ou cinco oportunidades claríssimas de gol. Está de bom tamanho, pela superação, poder de buscar o resultado e principalmente da lucidez e tranquilidade de trabalhar a bola", destacou.

FORÇA DO ELENCO

Autor do gol do empate, Josa fez questão de enaltecer a força do elenco alvirrubro. Capitão do time, o volante destacou a parceria com o paraguaio Jiménez no meio de campo. “A gente tem que enaltecer o elenco. Fico muito feliz pelo gol, é bom que dois volantes marcaram. Isso mostra que a gente tem um grupo que todo mundo tem condições de chegar lá na frente. Desta vez, fomos eu e o Jiménez, e que seja também um zagueiro ou um jogador que estiver no banco para resolver a partida", disse.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias