Alvirrubro

Luanderson destaca chance no Náutico e que terá 'torcida particular'

Volante é natural de Belém de São Francisco, Sertão pernambucano, e comentou sobre a alegria de defender o Timbu

klisman
klisman
Publicado em 15/01/2020 às 12:23
Notícia
Foto: Léo Lemos/Náutico
Volante é natural de Belém de São Francisco, Sertão pernambucano, e comentou sobre a alegria de defender o Timbu - FOTO: Foto: Léo Lemos/Náutico
Leitura:

O volante Luanderson, que se emocionou bastante na entrevista coletiva de apresentação no Náutico nessa terça-feira (14), tem se agarrado muito à oportunidade que está recebendo atualmente. Vindo do Avaí, o pernambucano de Belém de São Francisco, cidade a 475 quilômetros de distância do Recife, vê no Alvirrubro como a grande chance da sua carreira.

“Com certeza, cada oportunidade que você tem é uma chance de mostrar quem você é e quem você quer ser. Com meus 29 anos que eu dei uma retomada na carreira e estou vendo tudo de bom que está acontecendo na minha vida, é uma oportunidade boa, que eu venho com tesão de jogar, de mostrar o meu trabalho para cada um que está aqui no Náutico”, comentou Luanderson. 

Outro fator que pesou para que a proposta do Náutico fosse aceita, além de jogar no estado natal, era por conta de amigos e familiares alvirrubros. Ele ouviu muitos desses torcedores próximos e recebeu vários pedidos para que defendesse as cores do Timbu em 2020. Além de outras informações que recebeu sobre a estrutura e ambiente no clube. Luanderson não titubeou e quer retribuir a confiança depositada nele.

“A primeira ligação que eu tive do Náutico fiquei feliz porque era uma oportunidade de jogar no meu estado. Eu já tinha conversado com várias pessoas sobre jogar no Náutico. Elas me falaram que era a melhor coisa, o clima era bom e a partir daí eu fui acompanhando os jogos que tinha. Fui vendo a força que o Náutico tem aqui dentro de Recife e aí tive a oportunidade de vir. Recebi algumas propostas, mas tinha o sonho de voltar a Pernambuco, no meu estado, onde não tive oportunidade de jogar. Ainda mais no Náutico, que eu tenho alguns amigos e familiares que torcem para o clube e foi a primeira coisa que eles falaram: quero ver você jogando no Náutico. Por isso dei preferência e espero retribuir tudo isso aqui dentro de campo”, acrescentou.

“Torcida organizada”

De uma coisa o torcedor do Náutico pode ter certeza, no jogo contra o Petrolina, pela segunda rodada do Campeonato Pernambucano, no dia 26, às 16h: haverá reforço nas arquibancadas do estádio Paulo Coelho. O próprio Luanderson afirmou que parentes e amigos já estão se organizando para acompanhar o duelo e prestigiar o volante.

“Com certeza, semana passada eu já estava comentando com algumas pessoas, me pedindo ingressos para poder vir assistir os jogos do Náutico. Isso é importante, a gente sabe da torcida particular que a gente tem, de familiares, amigos. Isso é um privilégio para a gente que está jogando, ver familiares e amigos torcendo por a gente, e torcendo em clubes que eles gostam de coração. Tenho certeza que vou retribuir isso para eles e para a nação. Vai ter caravana, no segundo jogo do Pernambucano, a caravana já está em Petrolina e a galera toda vai tá lá torcendo”, concluiu.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias