Clássico

Mesmo sem lesões, Willian Simões e Matheus Carvalho são dúvidas no Náutico

Jogadores são dúvidas para o clássico contra o Sport, neste sábado, pela Copa do Nordeste

Fernando Marinho
Fernando Marinho
Publicado em 14/02/2020 às 18:58
Notícia
Léo Lemos/Náutico
Jogadores são dúvidas para o clássico contra o Sport, neste sábado, pela Copa do Nordeste - FOTO: Léo Lemos/Náutico
Leitura:

Substituídos com dores musculares durante o jogo contra o Toledo-PR, pela Copa do Brasil, o lateral-esquerdo Wilian Simões e o atacante Matheus Carvalho foram submetidos a exames e não tiveram lesões detectadas. Mesmo sem nenhuma contusão, no entanto, os jogadores ainda são dúvidas para o clássico contra o Sport, neste sábado, pela Copa do Nordeste. No único treino antes do jogo, realizado no início da noite desta sexta-feira, a dupla esteve ausente e não participou do aquecimento, única parte da movimentação liberada para a imprensa.

"Nós temos um trabalho bastante intenso com a fisiologia, fisioterapia, preparação física e departamento médico, estamos uma carga intensiva de jogos, com viagens, um desgaste muito grande. O atleta não é uma máquina, mesmo com uma pré-temporada muito bem feita, eles estão sentindo esse desgaste. No caso específico do Matheus Carvalho e Wilian Simões, que saíram de campo no último jogo sentindo um pouco mais o desgaste, foram feitos exames, eles não estão vetados, estão apenas no tratamento intensivo", explicou o preparador físico Walter Grassmann.

DESFALQUES

Além do lateral-direito Bryan e do zagueiro Diego Silva, que foram expulsos no último jogo contra o Botafogo-PB e estão suspensos, o Náutico tem três desfalques contra o Sport. Com lesões mais graves, os atacantes Kieza e Álvaro estão em tratamento no departamento médico, assim como o zagueiro Rafael Dumas, que se lesionou contra o Afogados, pelo Campeonato Pernambucano. O defensor torceu o joelho e vai ficar de fora por cerca de três semanas.

Na terceira semana de recuperação, o atacante Kieza tem evoluído bem da torção no tornozelo esquerdo. Nesta sexta-feira, o jogador iniciou os trabalhos com a fisioterapia e na próxima segunda-feira pode começar a transição física, último estágio antes de retornar aos treinos com bola. Apesar da evolução, o Náutico não pretende antecipar a volta do atleta. "Não vamos antecipar a volta de Kieza, programamos um período de quatro a seis semanas de recuperação, já faz 21 dias, a evolução está dentro do que tínhamos planejados e quem sabe até a próxima segunda-feira ele comece a transição física", completou Walter.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias