Copa do Brasil

Náutico perde nos pênaltis para o Botafogo e é eliminado na Copa do Brasil

No tempo normal, o jogo terminou empatado em 1x1 e a classificação foi decidida nos pênaltis

Fernando Marinho
Fernando Marinho
Publicado em 19/02/2020 às 23:46
Notícia
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
FOTO: Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

O desafio era grande. O maior do ano até então. E não faltou emoção. Depois do jogo terminar empatado em 1x1, nesta quarta-feira, no estádio dos Aflitos, o Náutico perdeu para o Botafogo nos pênaltis, por 4x3, e foi eliminado na Copa do Brasil. O goleiro paraguaio Gatito Fernández defendeu duas cobranças e foi decisivo para a classificação do time carioca. (Confira no final da matéria como foram as cobranças de pênaltis).

Na terceira fase, o Botafogo vai enfrentar o vencedor do confronto entre Paraná e Bahia de Feira, que jogam na próxima quarta-feira (26), no Durival Britto. Diferente das duas primeiras, a terceira fase da Copa do Brasil é realizada em jogos de ida e volta, com sorteio para decidir os mandos de campos.

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

O JOGO

O jogo começou movimentado. Com muita intensidade, o Náutico procurava impor o ritmo de jogo no ataque. Logo no primeiro minuto, Erick levantou a bola na medida para Matheus Carvalho, que invadiu a área de surpresa e cabeceou para a defesa de Gatito Fernández. O Botafogo respondeu aos 10 minutos, com um chute de fora da área do meia Bruno Nazário, obrigando o goleiro Jefferson trabalhar.

Da metade para o final do primeiro tempo, o Náutico abaixou as linhas de marcação e o Botafogo investiu mais no ataque, principalmente com os avanços do volante Alex Santana. Com dores musculares, Rhaldney precisou ser substituído por Jhonnatan, que já entrou sendo decisivo. Aos 42 minutos, o volante alvirrubro lançou o paraguaio Paiva na ponta esquerda do ataque, que fez boa jogada e tocou para Jean Carlos. Em grande fase, o meia recebeu na entrada da área e bateu forte de primeira, colocando o Timbu na frente do placar.

Atrás do placar e precisando do empate para pelo menos levar a decisão para os pênaltis, já que nenhum time jogava com a vantagem do empate, o Botafogo voltou para o segundo tempo buscando mais o ataque. Com dificuldades para criar jogadas ofensivas, no entanto, o time carioca não conseguia invadir a área do Náutico e oferecer perigo ao goleiro Jefferson.

E quando conseguiu chegar com mais efetividade e perigo ao ataque, o Botafogo encontrou o gol. Aos 23 minutos, Luiz Fernando fez boa jogada pelo lado direito e cruzou na medida para o meia Bruno Nazário, que cabeceou bonito, sem chances para o goleiro Jefferson, empatando a partida. 

PÊNALTIS

Com o empate no tempo normal, a classificação para a terceira fase foi decidida nos pênaltis. Pelo lado alvirrubro, Jean Carlos, Jhonnatan e Josa marcaram, enquanto Ronaldo Alves e Guillermo Paiva desperdiçaram as cobranças. Já pelo time alvinegro, Pedro Raul, Alex Santana, Bruno Nazário e Danilo Barcelos converteram as penalidades e Luiz Fernando parou no goleiro Jefferson.

FICHA DO JOGO

Náutico: Jefferson; Hereda, Diego Silva, Ronaldo Alves e Wilian Simões; Luanderson (Josa), Rhaldney (Jhonnatan) e Jean Carlos; Matheus Carvalho (Jorge Henrique), Erick e Guillermo Paiva. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Botafogo: Gatito Fernández; Barrandeguy, Ruan Renato, Marcelo Benevenuto e Guilherme Santos (Luiz Fernando); Alex Santana, Cícero (Pedro Raul) e Thiaguinho; Danilo Barcelos, Bruno Nazário e Luis Henrique (Warley). Técnico: Paulo Autuori.

Local: estádio dos Aflitos (PE). Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO). Assistentes: Leone Carvalho Rocha e Edson Antonio de Sousa (ambos de GO). Gols: Jean Carlos aos 42' do 1ºT; Bruno Nazário aos 23' do 2ºT. Cartões amarelos: Matheus Carvalho, Rhaldney (Náutico); Danilo Barcelos, Thiaguinho, Gatito Fernández (Botafogo).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias