Corrida

Pernambucanos embarcam para a 90ª Corrida São Silvestre

Ao todo, 48 atletas do Estado vão participar da principal corrida de rua do país

Haim Ferreira
Haim Ferreira
Publicado em 26/12/2014 às 11:43
Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem
Ao todo, 48 atletas do Estado vão participar da principal corrida de rua do país - FOTO: Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem
Leitura:

Na manhã desta sexta-feira (26), 48 pernambucanos embarcaram para São Paulo, onde, no dia 31 de dezembro, véspera de ano-novo, vão disputar a 90ª edição da Corrida de São Silvestre. Os corredores viajarão em um ônibus fretado pela Prefeitura do Recife e tem previsão de chegada na capital paulista no próximo domingo (28), às 13h. Em São Paulo, o grupo ficará alojado em uma academia no bairro do Butantã, na Zona Oeste da cidade.

A maioria do grupo é formado por idosos ou pessoas de média ou baixa renda. Entre eles estará Severino Paraíso, mais conhecido como “Bichão”, de 75 anos. Essa será a primeira vez que ele participará da São Silvestre. Animado, ele afirma estar realizando um sonho. “A São Silvestre é o batismo de um corredor. É o sonho de qualquer atleta. Eu sempre quis ir, mas achava inconveniente, porque é sempre no ano novo, ai eu nunca quis deixar minha família sozinha aqui. Mas esse ano não teve isso não, eu vou mesmo e não quero nem saber”, contou aos risos.

Se uns vão fazer a sua estreia nos 15 km da corrida mais tradicional do Brasil, outros esbanjam experiência, como é o caso de Edilson da Cruz, 50, que já vai para a sua 23ª São Silvestre. Acostumado com a prova, ele disse a sua motivação para este ano. “Continuo animado, né? A gente que já corre a muito tempo não se preocupa mais com isso de pódio, vamos é pra se divertir mesmo”, comentou o aposentado, que garantiu que vai correr fantasiado como se estivesse montado em um cavalo.

O prefeito do Recife, Geraldo Julio, esteve presente durante o embarque e desejou boa sorte aos corredores pernambucanos. “A participação dos recifenses na São Silvestre é uma tradição. O pessoal tá alegre e tenho certeza que vão fazer bonito e levarão a alegria e a disposição do povo pernambucano lá pra São Paulo”, disse o gestor.

Ao todo, a PCR desembolsou cerca de R$ 30 mil para custear a viagem dos atletas. O valor diz respeito ao aluguel e combustível do ônibus, além de um seguro de viagem e das roupas que os atleta usarão na corrida. “Recife é uma referência em corridas de rua e temos milhares de pessoas praticando esta atividade em diversas partes da cidade. Como muitos não tem condições de viajar e pagar a passagem, eles nos reivindicaram isso e acatamos. Independente do resultado deles, o importante é a saúde dessas pessoas e eles representarem bem o Recife”, comentou o secretário de esportes da Prefeitura do Recife, George Braga. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias