MMA

Contra Shevchenko, Amanda Nunes faz segunda defesa de cinturão

Brasileira e quirguistanesa fazem luta principal do UFC 2015 neste sábado (9)

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 08/09/2017 às 15:22
UFC/Divulgação
Brasileira e quirguistanesa fazem luta principal do UFC 2015 neste sábado (9) - FOTO: UFC/Divulgação
Leitura:

A brasileira Amanda 'Leoa' Nunes faz, neste sábado (9), em Edmonton, no Canadá, a segunda defesa do cinturão desde que se tornou campeã do peso-galo. A luta contra a quirguistanesa Valentina Shevchenko passou a ser a atração principal do UFC 2015 depois que Ray Borg, desafiante ao título no peso-mosca, passou mal. Com isso, o duelo contra Demetrious Johnson foi cancelado. 

Além de Leoa, o card principal do UFC 215 vai contar com outro brasileiro. Trata-se Rafael dos Anjos, que pretende passar por Neil Magny, em Edmonton, para ter uma chance de lutar pelo cinturão do peso-meio-médio contra  Tyron Woodley.

Ao todo, 11 lutas vão fazer parte do UFC 215. O evento começa a ser transmitido a partir das 23h (de Brasília).

RIVALIDADE

Amanda Nunes e Shevchenko fariam a luta principal do UFC 213. O combate, porém, precisou ser cancelado porque a brasileira não conseguiu se recuperar de uma forte crise de sinusite. O duelo deste sábado (9) será o segundo entre as atletas. Em março de 2016, a baiana acabou levando a melhor. Com uma nova vitória no UFC 215, a primeira mulher brasileira a se tornar campeã do Ultimate, espera por fim à rivalidade.

Desde que elas se enfrentaram pela primeira vez, Valentina tem repetido que é a única capaz de superar a Leoa.  

"Eu acredito que (essa rivalidade com a Valentina) acaba no sábado, porque eu vou ganhar essa luta, pode ter certeza disso. E eu acho que a Valentina desce de categoria, porque ela é naturalmente dos 56,6 kg (peso-mosca) e aí eu acho que acaba. Ainda mais se eu finalizar, nocautear ou ganhar limpo os cinco rounds, acho que ela se tranquiliza", declarou Amanda, em entrevista ao Combate.com.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias