natação

Etiene Medeiros mira recordes nos Jogos Pan-Americanos de Lima

Após conquista da prata no Mundial de Natação, Etiene Medeiros já está em Lima para competir nos Jogos Pan-Americanos

JC Online
JC Online
Publicado em 05/08/2019 às 8:53
Notícia
AFP
Após conquista da prata no Mundial de Natação, Etiene Medeiros já está em Lima para competir nos Jogos Pan-Americanos - FOTO: AFP
Leitura:

Após conquistar o vice-campeonato mundial nos 50m costas em Gwangju, na Coreia do Sul, Etiene Medeiros já aportou em Lima, no Peru, para disputar os Jogos Pan-Americanos. As provas da natação começam nesta terça-feira, quando a pernambucana reforçará a equipe do revezamento 4x100m livre. A proposta do Time Brasil para o Pan é conquistar o máximo de medalhas possível contando os principais nomes da natação do País. Caberá a Etiene reforçar os times dos revezamentos e buscar suas medalhas nas disputas individuais.

Ela está inscrita em seis provas. São elas: os 4x100m livre, misto, medley e medley misto, além dos 100m costas e 50m livre. A nadadora é a atual campeã dos 100m costas com o tempo de 59seg61, que é considerado recorde sul-americano e do Pan até hoje. Em Lima, Etiene tentará ampliar suas marcas históricas. Ela é dona do primeiro ouro da natação feminina do País em um Pan-Americano.

CONCENTRAÇÃO

Apesar da programação extensa, na análise de Etiene, é importante pensar em uma competição de cada vez para não perder o foco. “Busco encarar um dia de cada vez, senão você pode acabar se perdendo no que tem que fazer. Estou tentando me preparar com o objetivo de, sempre que cair na água, ser eficiente, com foco também na recuperação e fisioterapia. Chegando no Peru, terei minha primeira prova no dia 6, o revezamento 4x100m livre. Neste ano abri mão dos 100m livre e terei duas provas individuais, sempre indo atrás do melhor resultado, além de quatro revezamentos”, contou.

Na edição do Pan de Toronto-2015, Etiene também conquistou a prova nos 50m livre, feito que ela pretende repetir em Lima. Por enquanto, ela tem aproveitado o tempo livre antes da estreia para conhecer a cidade ao lado dos colegas de seleção e do treinador Fernando Vanzela. Sobre seu desempenho no Pan, a pernambucana pondera. “A busca é sempre por um lugar no topo. A expectativa é boa, mas sabemos que tudo pode acontecer. Quero sair de lá com medalhas e fazer o melhor resultado. Tenho condições de fazer isso, com mente preparada e também bem fisicamente”, finalizou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias