TRAGÉDIA

Kobe Bryant, lenda do basquete e da NBA, morre em acidente de helicóptero

Site TMZ, especializado em cobertura de celeridades, revelou a morte do ex-astro da NBA e do Los Angeles Lakers

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 26/01/2020 às 16:55
Notícia
Foto: Mark Ralston/AFP
Site TMZ, especializado em cobertura de celeridades, revelou a morte do ex-astro da NBA e do Los Angeles Lakers - FOTO: Foto: Mark Ralston/AFP
Leitura:

Colaboração de Lucas Holanda

Um dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos, Kobe Bryant, 41 anos, que marcou época com a camisa dos Los Angeles Lakers, na NBA, morreu neste domingo (26), vítima de um acidente de helicóptero na cidade de Calabasas, na Califórnia, nos Estados Unidos. A informação foi revelada pelo site TMZ, especializado em cobertura de celebridades. A polícia de Los Angeles confirmou o ocorrido e falou a princípio em cinco mortes, número que subiu depois para nove, sendo o piloto e oito passageiros. O repórter da ESPN Americana, Adrian Wojnarowski confirmou a informação da morte de Kobe. O mesmo repórter trouxe a notícia que uma das quatro filhas de Kobe, Gianna, de 13 anos, estava com o pai no helicóptero e também morreu. Eles, ao lado de um pai e outra jogadora viajavam para um jogo de basquete. 

Através do twitter, a cidade de Calabasas disse que o acidente aconteceu às 10h no horário local deste domingo (26). A causa do acidente está sob investigação. 

 Sempre ativo nas redes sociais, o último twitter de Kobe foi no sábado (25) sobre ser ultrapassado por Lebron James, agora terceiro maior cestinha da NBA. Pentacampeão da NBA, Kobe Bryant foi o maior jogador da NBA após a Era Michael Jordan. Ganhou os campeonatos de 2000, 2001, 2002, 2009 e 2010.

FAMÍLIA

Kobe Bryant nasceu em 23 de agosto de 1978, na Filadélfia. Jogou 20 anos de sua carreira pelos Los Angeles Lakers, quando marcou mais de 33 mil pontos, sendo o quarto maior cestinha da Liga. Kobe deixa a esposa Vanessa e mais três filhas: Natalia, Bianca e Capri, que tem apenas sete meses. Confira um pouco da carreira de Kobe Bryant no documentário "Querido Basquetebol", baseado na carta de despedida do jogador, quando ele deixou as quadras. Esse documentário ganhou o Oscar em 2018 de melhor curta de animação. Kobe foi autor do roteiro e narrador.

CARREIRA

Em 20 anos de carreira, Kobe Bryant vestiu e fez história com apenas uma camisa: o Los Angeles Lakers. Neste período, o craque do basquete venceu cinco títulos de NBA: 2000, 2001, 2002, 2009 e 2010. Além disso, ganhou o prêmio de MVP na temporada 2008 e também o melhor atleta das finais em 2009 e 2010. E os feitos não da lenda não ficam apenas pela franquia californiana. Na seleção americana, Kobe foi duas vezes campeão olímpico: 2008, em Pequim; e 2012, em Londres.

Ao longo da carreira, o astro da NBA fez 33.643 pontos pelo Lakers, se tornando o quarto maior pontuador da história da liga - ele era o terceiro, mas Lebron James o ultrapassou neste sábado (25). Kobe também conquistou o prêmio de jogador que teve a maior média de pontos por jogo em duas temporadas: 2006 e 2007. Além disso, foi convocado 18 vezes para o jogo das estrelas, onde ganhou o prêmio de melhor da partida em quatro ocasiões - ele também foi o jogador mais novo a jogar o jogo das estrelas.

O astro do basquete também foi convocado para o time da temporada em 15 oportunidades. Outros grandes feitos de um dos maiores atletas da NBA: 81 pontos em uma partida, onde o adversário foi o Toronto Raptors - segunda maior pontuação em um jogo da liga. Ele também se tornou o maior pontuador da história do Lakers, superando Jerry West. Ao todo, em 20 anos de carreira, o ex-jogador fez mais de 30 mil pontos e deu seis mil assistências.

NÚMEROS

Títulos da NBA: 5 (Los Angeles Lakers - 2000, 2001, 2002, 2009 e 2010)

Prêmios de MVP das finais: 2 (Los Angeles Lakers -  2009 e 2010)

Prêmios de MVP: 1 (Los Angeles Lakers - 2008)

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias