Planejado

Presidente do Santa Cruz diz que Milton Mendes está dentro do teto financeiro do clube

Constantino Júnior garantiu que o Tricolor 'não dará um passo maior que a perna'

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 21/05/2019 às 11:09
Notícia
Bobby Fabisak/JC Imagem
Presidente avaliou momento vivido no futebol com a pandemia do coronavírus - FOTO: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Apesar do acerto com um treinador acima do patamar da Série C do Campeonato Brasileiro, o presidente Constantino Júnior garantiu que o Santa Cruz não ultrapassou o orçamento financeiro. Como também não irá com os novos reforços. Ele revelou que as folhas salariais do clube estão quitadas e as últimas quatro com antecedência. Experiente no comando do futebol coral, o mandatário se mostrou consciente da importância da estabilidade financeira.

“O Santa Cruz não dará um passo maior que a perna. O clube está indo para o quarto mês pagando de maneira antecipada. Não queremos manchete disso, pois é a nossa obrigação”, declarou Tininho, como é mais conhecido o presidente tricolor.

Constantino Júnior destacou que o apoio da torcida será fundamental para tirar o Santa da Série C. “O torcedor precisa abraçar. Precisamos aumentar o número de sócios devido ao tamanho do Santa. Temos que escutar o que o torcedor deseja e trazer ele de volta para o campo. É preciso transformar isso em resultados e números. Tudo foi feito com muito planejamento para não errar a dose e honrar os compromissos”, acrescentou.

REFORÇOS

Questionado sobre novas contratações, Tininho frisou que em um primeiro momento o novo técnico terá um tempo para avaliar o elenco. Em seguida, a direção buscará os reforços solicitados por Milton Mendes. Até o momento sete jogadores chegaram ao Arruda visando o acesso à Série B. Foram eles: o goleiro Renan, o lateral-esquerdo Carlos Renato, o zagueiro Willian Alves, os meias Celsinho e Everton, e os atacantes Misael e Dudu.

Desde o início do planejamento para esta temporada, ainda em 2018, o Tricolor do Arruda passou cerca de cinco meses em busca de atletas para o setor ofensivo do meio-campo. Porém, os acertos com Celsinho e Everton aconteceram apenas durante a Série C. Com isso, Leston Júnior não teve tempo de aproveitar os atletas. No momento, o clube tem 38 membros no elenco.

“Ao acertar com Milton (Mendes), iremos potencializar alguns atletas, que não estão em alta no elenco. Por exemplo, em 2016, me lembro que Keno não era nem banco no Santa Cruz. Porém, não podemos acreditar apenas nesse resgate”, pontuou. “Não vamos medir esforços para realizar mais contratações. Mas não tem como negar que ele mexerá com a autoestima dos nossos atuais jogadores”, complementou.

O primeiro desafio de Milton Mendes será diante do torcedor do Santa Cruz. No próximo sábado, o tricolor recebe o ABC, pela quinta rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Até agora, em casa, os corais empataram com Treze e Sampaio. Fora, derrota para o Ferroviário e empate com o Botafogo-PB.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias