Tricolor

Com promessas, Santa Cruz visa boa campanha na Copa São Paulo

Melhor campanha do Tricolor aconteceu em 1992, quando acabou eliminado nas quartas de final da competição

klisman
klisman
Publicado em 29/12/2019 às 9:44
Notícia
Foto: Rafael Melo/Santa Cruz
Melhor campanha do Tricolor aconteceu em 1992, quando acabou eliminado nas quartas de final da competição - FOTO: Foto: Rafael Melo/Santa Cruz
Leitura:

O Santa Cruz já vem fazendo a sua preparação para a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior e mira uma boa participação no maior torneio de base do país. Quem sabe, até repetir a sua melhor participação, que ocorreu em 1992, ficando nas quartas de final. Com sede em Guarulhos, o Tricolor está no Grupo 30, com América-RJ, Flamengo-SP e Guarulhos. A estreia coral acontece diante dos cariocas, no dia 3, às 15h15. Apesar de não contar com equipes de maior expressão no cenário nacional em sua chave, o Mais Querido sabe das dificuldades que enfrentará com esses adversários.

"O Flamengo de Guarulhos é uma equipe muito forte, de parceria com o Corinthians. Em geral, os atletas que não são tão aproveitados no Corinthians, vão para o Flamengo ou o Oeste. E o Flamengo vem com uma equipe muito forte, que deu trabalho no paulista. Deram muito trabalho assim como o América-RJ, que ficou no quarto lugar da Taça Rio, time forte, que costuma dar trabalho. O Guarulhos corre um pouco por fora, mas não podemos dar as costas para eles. Temos que tomar cuidado também porque também vem forte para a competição”, avaliou o treinador do Sub-20 coral, Felipe Alves.

DESTAQUES

O atual comandante da equipe de juniores treinava o time Sub-17 do Santa Cruz. Com a saída de Thiago Farias em outubro, o atual assistente técnico Paulo Massaro comandou os jovens jogadores no Campeonato Pernambucano e Copa do Nordeste da categoria. Quando Felipe Alves terminou o Estadual com seus comandados, assumiu o Sub-20. Por já estar no Tricolor há seis anos, conhece grande parte dos atletas que estão por lá e apontou nomes que podem despontar no Mais Querido.

“O João Cardoso, meia que foi destaque nosso, foi titular nos últimos jogos da Copa Pernambuco. Foi titular, se destacou, jogou muito bem. André, um atleta que veio do futebol de São Paulo. Ambidestro que faz muito bem o primeiro e segundo volante. O próprio (Felipe) Cabeleira, que estava no cenário agora a pouco do profissional, que vem do alto desempenho da categoria dele Sub-17 como no Sub-20 e Sub-23 também. Tem o Fábio Sergipe, titular do Sub-17 ainda com 16 anos, tem disputado muito bem, com muita velocidades, muita força no ataque. O Júnior, zagueiro canhoto, alto, muito forte e com um alto desempenho. Temos muitos atletas que estão galgando coisas maiores”, contou o técnico.

“A gente trabalha em cima de perspectivas. De fazer uma boa primeira fase e chegar na segunda fase, e depois vamos galgando o que a competição vai nos dando. O Santa Cruz é uma equipe grande e não podemos nos contentar com apenas passar da primeira fase. Temos que nos contentar com coisas maiores. Vamos primeiro com o objetivo de fazer uma boa fase de grupos, no mata-mata disputar como uma equipe grande e tentar chegar o mais longe possível na competição”, encerrou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias