Série A

Empurrado pela torcida, Sport vence Ponte Preta na Ilha do Retiro

Com gol do atacante Rogério, Leão bate Macaca e chega à oitava vitória atuando como mandante no Brasileirão

Felipe Holanda
Felipe Holanda
Publicado em 27/10/2016 às 21:33
Diego Nigro/JC Imagem
Com gol do atacante Rogério, Leão bate Macaca e chega à oitava vitória atuando como mandante no Brasileirão - FOTO: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Três pontos para presentear a torcida e se distanciar do Z-4. Abrindo a 33ª rodada do Brasileirão, o Sport venceu a Ponte Preta, por 1x0, numa Ilha do Retiro cheia (24.324 pessoas), e fez jus ao apoio das arquibancadas. Com o time e o torcedor cantando em uníssono, o Leão, outra vez, rugiu mais alto. Chegou à sua oitava vitória atuando como mandante na Série A.

Resultado de suma importância para as pretensões da equipe no campeonato. Com ele, o rubro-negro pulou provisoriamente para a 14º posição, com 40 pontos, cinco a mais que o Vitória, primeiro integrante do Z-4. Ainda com um jogo a menos, os baianos enfrentam o Fluminense, nesta sexta (28), no Maracanã.

Com a Ilha pulsando, o Leão buscou se impor dentro das quatro linhas. No entanto, foi a equipe campineira que teve a primeira chance clara. Logo no primeiro minuto, Willian Pottker recebia cruzamento de Nino Paraíba, finalizando de cabeça, à direita da meta de Magrão. Aos seis, veio a resposta. Rogério tentou o arremate e forçou Aranha a fazer sua primeira intervenção no jogo. 

A partir daí, a partida seguiu equilibrada. Logo após Rhayner arriscar de fora da área e ser travado pela defesa, Rogério encontrou Rodney Wallace que, de perna esquerda, chutou forte, aos 12. Boa defesa do arqueiro da Macaca. Sem muitos espaços, o Sport passou a valorizar a posse de bola, à espera de uma brecha no momento certo.

Aos 26, Diego Souza teve boa chance cobrando falta. Mas o chute foi desviado pela barreira e saiu pela linha de fundo. Em resposta, no minuto seguinte, Reinaldo penetrou pela esquerda e viu o arqueiro leonino evitar o tento. A grande oportunidade do rubro-negro na primeira etapa veio aos 39. Após falha da defesa, Rogério saiu cara a cara com Aranha e finalizou por cobertura, vendo-a sair por cima do gol. Nos últimos minutos, Clayson recebeu bom passe de Rhayner e bateu firme. Magrão, mais uma vez, salvou o Sport. 

 

No segundo tempo, Daniel Paulista voltou com duas alterações, colocando Neto Moura e Ruiz nos lugares de Paulo Roberto e Everton Felipe, respectivamente. Funcionou. Enfim, os donos da casa conseguiram abrir o placar Aos oito, Diego Souza escorou de cabeça para Rogério, aberto na direita. O camisa 99 bateu cruzado, vencendo Aranha para fazer 1x0. Delírio da torcida rubro-negra na Ilha. 

Do outro lado, a Macaca buscou a reação. Reinaldo fez boa jogada pela esquerda e bateu cruzado, levando perigo à meta leonina, aos 17. Seis minutos mais tarde, Samuel Xavier lançou Diego Souza, num lance parecido com o gol de Rogério. O Camisa 87 chutou firme, mas errou o alvo. No fim, o ritmo esfriou, com pouca criação de ambos os lados. Satisfeito com o resultado, o  Sport só administrou a vitória, sem deixar a Ponte levar perigo. 

FICHA DO JOGO 

Sport: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê; Rithely, Paulo Roberto (Neto Moura), Diego Souza, Rodney Wallace e Everton Felipe (Ruiz); Rogério (Apodi).

Técnico: Daniel Paulista

Esquema 4-2-3-1

Aranha; Nino Paraíba, Fábio Ferreira, Antônio Carlos e Reinaldo; João Vitor, Wendel (Ravanelli) (Zé Roberto), Maycon; Rhayner (Felipe Azevedo), Clayson e Willian Pottker.

Técnico: Eduardo Baptista

Esquema: 4-3-3

Local: Ilha do Retiro 

Público: 24.324 pessoas; Renda: 127.530.00

Gols: Rogério (SPO), aos 8 do 2º tempo 

Cartões Amarelos: Sport: Samuel Xavier, aos 19 do 2º tempo; Rodney Wallace, aos 21 do 2º tempo; Ponte Preta: Reinaldo, aos 31 do 1º tempo; Wendel, aos 39 do 1º tempo; Rhayner, aos 13 do 2º tempo

Arbitro: Jailson Macedo Freitas (BA).

Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Dibert Pedrosa Moises (RJ). 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias