tragédia em minas

Bolsonaro: governo vai tomar medidas para minorar danos em Brumadinho

Bolsonaro declarou que os gabinetes de crise do Planalto e do governo mineiro estarão em consonância para que o governo federal possa tomar "todas as medidas cabíveis, possíveis, para minorar danos na região".

JC Online
JC Online
Publicado em 25/01/2019 às 18:49
Analise
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros MG
FOTO: Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros MG
Leitura:

O presidente Jair Bolsonaro confirmou que irá a Minas Gerais neste sábado para avaliar a situação de Brumadinho, local de rompimento de três barragens e onde há pelo menos 200 desaparecidos.

Bolsonaro declarou que os gabinetes de crise do Planalto e do governo mineiro estarão em consonância para que o governo federal possa tomar "todas as medidas cabíveis, possíveis, para minorar danos na região".

"Sobrevoaremos a região para que possamos então, mais uma vez avaliando os danos, tomar todas as medidas cabíveis para minorar o sofrimento de familiares de possíveis vítimas, bem como a questão ambiental", afirmou o presidente em pronunciamento no Palácio do Planalto.

Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP
- Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP
Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP
- Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP
Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP
- Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP
Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP
- Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP
Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP
- Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros MG
- Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros MG
Foto: Reprodução/TV Globo
- Foto: Reprodução/TV Globo
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros MG
- Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros MG
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros MG
- Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros MG
Foto: Reprodução/TV Globo
- Foto: Reprodução/TV Globo
Foto: Reprodução/TV Globo
- Foto: Reprodução/TV Globo
Foto: Reprodução/TV Record
- Foto: Reprodução/TV Record
Foto: AFP
Famílias esperam informações de desaparecidos - Foto: AFP
Foto: AFP
- Foto: AFP
Foto: AFP
- Foto: AFP
Foto: AFP
- Foto: AFP

Ministros no local

Ao falar sobre o rompimento de uma barragem, Bolsonaro relatou que recebeu no início da tarde a "triste notícia sobre o ocorrido" e que de imediato determinou o deslocamento de tropas militares de Juiz de Fora (MG) para a região atingida. Os ministros de Meio Ambiente, Minas e Energia e Desenvolvimento Regional foram enviados para o local, reforçou o presidente.

Últimas notícias