MANIFESTAÇÕES

Atos em defesa da Amazônia devem ocorrer em várias cidades do Brasil

No Recife, o protesto está marcado para o sábado (24), na Rua da Aurora

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 23/08/2019 às 0:01
Notícia
Foto: HO / NOAA / AFP
No Recife, o protesto está marcado para o sábado (24), na Rua da Aurora - FOTO: Foto: HO / NOAA / AFP
Leitura:

Além de críticas ao governo federal, os incêndios florestais que atingem a região amazônicaestimularam a organização de protestos em diversas cidades do Brasil e de outros países entre esta sexta-feira (23) e o dia 31 de agosto. No Recife, o ato em defesa da Amazônia está marcado para o sábado (24), na Rua da Aurora, às 14h.

A lista contendo os locais das manifestações está sendo divulgada nas redes sociais pelo movimento 342Amazônia.

Veja os locais dos atos

23/8

Atlanta/SC
9h — Colégio Dr. Frederico Rolla

Madrid / Espanha
12h — Embaixada do Brasil

Guate / Guatemala
12h30 — Embaixada do Brasil

Kempten / Alemanha 
13h — St. George´s Hall

Salvador/BA
14h — Elevador Lacerda

Quito / Equador 
14h — Embaixada do Brasil

Barcelona/Espanha
14h — Consulado Brasil - Av. Diagonal, 468.

Lima / Peru
14h30 — Consulado do Brasil

Londrina/PR
15h — Calçadão de Londrina

Buenos Aires, Argentina
16h — Embaixada do Brasil, Cerrito 1350 (CABA)

Rio de Janeiro
17h — Cinelândia

Vitória/ES
17h — na Praça do Papa

Juazeiro do Norte/CE
17h / Praça do Giradouro

Turim / Itália
17h — Piazza Castello

Montevideo / Uruguay
17h — Embaixada do Brasil

Pamplona / Espanha
17h30 — Plaza del Castillo

Curitiba/PR
17h30 / Praça da Mulher Nua

São Paulo
18h — MASP

Salamanca/ Espanha
19h — Plaza Mayor

24/8

Belém/PA
9h — Praça da República

Belo Horizonte/MG
10h — Praça do Papa

Marília/SP
10h — Represa Cascata

Manaus/AM
10h — Praça do Congresso
15h — Praça da Saudade

Ipatinga/MG
13h — Parque Ipanema

Montes Claro MG
13h — Parque Dr Carlos Versiani

Nova Iorque
13h — Bryant Park 42nd St.

Florianópolis/SC
14h — Largo da Catedral

Recife/PE
14h — Rua da Aurora

Goiânia/GO
14h — Parque Vaca Brava

Fortaleza
14h — Praça da Gentilândia
16h — Praça Portugal

São Paulo/SP
14h — Av Paulista

Ribeirão Preto/SP
14h — Av. Francisco Junqueira

Assis/SP
14h — Catedral de Assis

Bauru/SP
15h — Bosque da Comunidade

Aracaju/SE
15h — Praça General Valadão

Foz do Iguaçu/PR 
15h — Av Araucária

Porto Alegre/RS
15h — Redenção

São Carlos/SP
15h — Praça São Benedito

Sorocaba/SP
15h — Praça Coronel F Prestes

Joinville/SC
15h — Praça das Bandeiras

Curitiba/PR
15h — em frente a UFPR

Natal/RN
15h — Midway

Chapecó/SC
15h — Praça Coronel Bertaso

João Pessoa/PB
15h — Praia Cabo Branco

São Luís/MA
15h — Praça Deodoro

Maceió/AL
15h — Orla

Caxias do Sul/RS
16h — Praça Dante Aliguieri

Juiz de Fora/MG
16h — Parque Halfeld

Teresina/PI
16h — Ponte estaiada

Campinas/SP
16h — Largo do Rosário

Brasília/DF
16h — Congresso Nacional

Londrina/PR
16h — Calçadão de Londrina

Uberlândia/MG
16h Praça Ismene Mendes

Mossoró/RN
16h — Memorial da Resistência

Cuiabá/MT
16h — Praça Alencastro

Campo Grande/MS
13h — Av. Afonso Pena
18h — Praça Ary Coelho

Santos/SP
18h — Praça das Bandeiras

Palmas/TO
— Praça Girassóis

Jericoacoara/CE
15h30 — Praça Principal

Copenhague, Dinamarca

25/8

Vila Velha/ES
8h — Praça Duque de Caxias

Belo Horizonte/MG
10h — Praça do Papa

Sydney / Austrália
11h — Sidney City

Cidade do México/ México
11h — Monumento Angel de La Independência

Cologne / Alemanha
13h — Kolner Dom

Rio de Janeiro/RJ
14h — Ipanema

Arraial d'Ajuda/BA
15h — Praça da Igreja Nossa Senhora d'Ájuda

Santa Maria/RS
16h — Praça Saldanha Marinho

Campina Grande/PB
10h — Praça da Bandeira

Porto Velho/RO
15h — Três Caixas D'água

26/8

Florianópolis/SC
16h — Largo da Catedral

Lisboa, Portugal
18h — Praça camões

28/8
Rio de Janeiro/RJ
16h — Avenida Presidente Vargas

31/8 
Santo André/SP
12 hrs — Prefeitura

Santarém/PA
17h Praça São Sebastião

Incêndios na Amazônia

A ONU pediu, nesta quinta-feira (22), a proteção da Amazônia pouco depois de o presidente Bolsonaro criticar uma "psicose ambiental" promovida por ONGs que atuariam contra os interesses nacionais. 

"Estou profundamente preocupado com a Floresta Amazônica. No meio da crise climática global, não podemos permitir mais danos a uma fonte importante de oxigênio e biodiversidade", tuitou o secretário-geral da ONU, António Guterres, nesta quinta-feira. "A Amazônia deve ser protegida", enfatizou.

A causa mobilizou personalidades como Madonna, Cristiano Ronaldo, Gisele Bündchen, Leonardo Dicaprio.

O presidente francês, Emmanuel Macron, também recorreu ao Twitter para definir os incêndios como uma "crise internacional"

"Nossa casa está em chamas. Literalmente. A Amazônia, pulmão de nosso planeta, que produz 20% do nosso oxigênio, está pegando fogo. Essa é uma crise internacional. Membros do G7, vamos discutir esta emergência nos dois primeiros dias" da cúpula do grupo, em Biarritz, na França. 

O presidente Jair Bolsonaro lamentou que Macron "busque instrumentalizar uma questão interna do Brasil e de outros países amazônicos para ganhos políticos pessoais. O tom sensacionalista com que se refere à Amazônia não contribui em nada para a solução do problema".

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias