DESABAMENTO

Prédio de sete andares desaba em Fortaleza

De acordo com o Governo do Ceará, haviam 18 pessoas no prédio no momento da tragédia

JC Online
JC Online
Publicado em 15/10/2019 às 11:15
Notícia
Foto: Fábio Lima/O Povo
FOTO: Foto: Fábio Lima/O Povo
Leitura:

Atualizado às 19h52

Um prédio residencial localizado na rua Tibúrcio Cavalcante, no bairro Dionísio Torres, na área nobre cidade de Fortaleza, desabou na manhã desta terça-feira (15), por volta das 10h30. O edifício de sete andares, identificado como Condomínio Andrea, ficava na esquina da rua Tomás Acioli e estava habitado. 

Governo do Ceará descarta morte

Um boletim divulgado pelo Corpo de Bombeiros, ainda de tarde, confirmava a morte de uma pessoa. Só que no início da noite, o Governo do Ceará descartou o óbito. Sendo assim, tanto o Governo do Ceará quanto a Prefeitura de Fortaleza trabalhavam com 18 pessoas no prédio no momento do desabamento. Destas, 9 haviam sido resgatadas e outras 9 continuavam desaparecidas.

Confira as imagens

Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo
Foto: Fábio Lima/O Povo
Nesta terça (15), um prédio de sete andares desabou em Fortaleza - Foto: Fábio Lima/O Povo

Números da tragédia

Prédio tinha 7 andares e 14 apartamentos
9 vítimas foram resgatadas com vida
9 vítimas desaparecidas (reclamadas pelas famílias)

3 cães farejadores estão sendo usados nas buscas
11 ambulâncias do Samu fazem o deslocamento de vítimas para o hospital
Este é o 2º prédio que desaba em 4 meses em Fortaleza 

Identificação dos ferido

Dos nove resgatados, apenas seis deles haviam sido identificados. São eles:

  • Fernando Marques, 20 anos
  • Antônia Peixoto Coelho, 72 anos
  • Cleide Maria da Cruz Carvalho, 60 anos
  • David Sampaio, 22 anos
  • Gilson Gomes, 53 anos
  • Antônio Gildásio, 55 anos

''Saí correndo quando vi a nuvem de poeira''

"Só escutei um barulho muito grande. Foi tipo uma explosão. Eu saí correndo quando vi a nuvem de poeira chegando até aqui, na loja. Saí na calçada e não vi quase nada, só algumas pessoas correndo em meio à nuvem de poeira”. afirmou à Agência Brasil a comerciante Andrea Barbosa de Sousa, dona de um estabelecimento comercial que funciona a cerca de 100 metros do local onde o prédio desabou, ao retornar para fechar a loja que havia abandonado e deixado aberta. “Os bombeiros estão interditando a rua, pedindo para os vizinhos saírem de casa e atendendo a algumas pessoas”, acrescentou Andrea.

Devido ao ocorrido, um prédio vizinho ficou com o muro avariado. A região está com trânsito interrompido e carros que circulavam pela área ficaram cobertos de areia. De acordo com moradores, algumas casas da área ficaram sem energia elétricaO Corpo de Bombeiros trabalha com a hipótese de vazamento de gás no local. 

 

 

Foto: Reprodução/Google Street View

Socorro

Guarnições do Corpo de Bombeiros estão no local, além de viaturas da Polícia e agentes da Defesa Civil. As equipes policiais isolaram a área, organizando previamente ação de resgate. Há ambulâncias e socorristas no local. 

 

 

Comoção nas redes sociais

Nas redes sociais de moradores da cidade, o clima é de apreensão e comoção. "Esse desabamento é uma notícia triste, uma amiga tá lá perto, contou que todo mundo tá chorando, rezando, de mãos dadas, procurando apoio. Ela foi só no banco e acabou presenciando uma cena terrível. Muita força à todo mundo que tá envolvido nessa situação. Que tempos tristes", relatou um perfil no Twitter.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias