Edifício Andréa

Quarta pessoa morta é encontrada em escombros de desabamento em Fortaleza

Com essa atualização, seis pessoas permanecem desaparecidas e outras sete foram encontradas com vida

Foto: Fco Fontenele/O POVO
Com essa atualização, seis pessoas permanecem desaparecidas e outras sete foram encontradas com vida - FOTO: Foto: Fco Fontenele/O POVO
Leitura:

atualizada às 12h34

O Corpo de Bombeiros retirou mais um corpo dos escombros do Edifício Andréa, em Fortaleza, por volta das 7 horas desta quinta-feira (17). O homem foi identificado pela Perícia Forense como Antônio Gildasio Holanda Silveira, 60 anos. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a identificação foi possível por meio da necropapiloscopia, "técnica específica realizada por meio da coleta da impressão digital do corpo e o confronto da impressão digital contida em um documento da pessoa".

Já é a quarta morte confirmada. Com essa atualização, seis pessoas permanecem desaparecidas e outras sete foram encontradas com vida. O número é menor do que o divulgado nos últimos dois dias. Conforme o Corpo de Bombeiros, a confusão foi gerada devido a duplicidade nos nomes dos resgatados após o desabamento.

Vítimas vivas

O POVO Online, integrante da Rede Nordeste, apurou que, no momento, não há nenhuma confirmação de vítima viva em comunicação com as equipes de resgate. Surgiram indícios de uma viva no fim da noite dessa quarta-feira (16) mas não há confirmação. 

Apesar disso, vítimas sobreviventes do desabamento do Edifício Andréa, no bairro Dionísio Torres, podem estar soterradas em bolsões de ar que se formaram na estrutura após o acidente. A informação foi dada pelo comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Eduardo Holanda, durante coletiva na noite desta quarta-feira (16). "A estrutura de prédio tem bolsões (de ar) que as pessoas podem estar lá", disse o comandante. De acordo com ele, os cães alarmaram para a existência de pessoas nos escombros. "Estamos fazendo um trabalho manual de retirada de escombros", ressaltou.

Últimas notícias