Tragédia

Sétima morte é confirmada em desabamento de prédio em Fortaleza

Duas pessoas ainda seguem desaparecidas nos escombros

Do O Povo para Rede Nordeste
Do O Povo para Rede Nordeste
Publicado em 18/10/2019 às 19:31
Notícia
Foto: Fábio Lima/O Povo
Duas pessoas ainda seguem desaparecidas nos escombros - FOTO: Foto: Fábio Lima/O Povo
Leitura:

A sétima morte na tragédia do Edifício Andrea, prédio de sete andares que desabou na última terça-feira, 15, foi confirmada na noite desta sexta-feira, 18. A vítima foi identificada e é um senhor de 86 anos, Vicente de Paula Menezes. Ele havia sido encontrado ainda durante a tarde, mas as autoridades preferiram divulgar a informação somente após identificar o corpo. Duas pessoas seguem desaparecidas nos escombros e os trabalhos do Corpo de Bombeiros seguem até "a gente conseguir retirar as duas vítimas que faltam", adiantou Eduardo Holanda, comandante do Corpo de Bombeiros.

O balanço geral segue sendo sete mortes, sete pessoas resgatadas com vida e duas vítimas desaparecidas. As sete pessoas vivas são: São elas: Cleide Maria da Cruz Carvalho, 60 anos; Gilson Moreira Gomes, 53 anos; Francisco Rodrigues Alves, 59 anos; Maria Antônia Peixoto, 72 anos; Fernando Marques, 20 anos; Davi Sampaio, 22 anos; e João Ícaro Coelho de Meneses, de 35 anos. Os nomes das duas pessoas desaparecidas ainda não foram divulgados.

Caso

O prédio desabou na manhã de terça-feira (15), por volta das 10h30. Localizado no cruzamento da Rua Tibúrcio Cavalcante com Rua Tomás Acioli, no Bairro Dionísio Torres, as informações são de que o imóvel vinha passando por obras.

De acordo coma a Secretaria de Segurança, os trabalhos de busca das vítimas do desabamento continuam ininterruptamente até que todas as vítimas sejam retiradas dos escombros. “Servidores do Sistema de Segurança cearense atuam de forma ininterrupta nas buscas por sobreviventes”.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias