Programa nuclear

EUA mantêm data limite para acordo sobre programa nuclear do Irã

Especialistas acreditam que o pacto será possível em nível técnico

Da AFP
Da AFP
Publicado em 15/10/2014 às 10:47
Foto: AFP
Especialistas acreditam que o pacto será possível em nível técnico - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

Os Estados Unidos ressaltaram nesta quarta-feira que querem alcançar um acordo com o Irã sobre seu programa nuclear dentro do prazo fixado de 24 de novembro, pouco antes da retomada das negociações em Viena. "Não estamos falando de uma extensão do prazo", disse um funcionário americano de alto escalão sob anonimato.

"Falamos de conseguir até 24 de novembro um acordo, que é o que todo o mundo quer, incluindo os iranianos", acrescentou, após a chegada do secretário de Estado, John Kerry, a Viena para se reunir com seu colega iraniano, Mohamed Javad Zarif.

Os especialistas acreditam que o pacto será possível em nível técnico, "embora seja necessária a tomada de decisões políticas", admitiu o diplomata consultado. "Não acredito que (...) um acordo esteja fora de alcance, mas temos questões difíceis a resolver", disse Kerry em Paris antes de sua partida a Viena.

Zarif mostrou-se otimista, afirmando à televisão estatal iraniana que as divergências notáveis entre as grandes potências do grupo 5+1 e o Irã não eram insuperáveis. As grandes potências do grupo 5+1 (Alemanha, China, Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia) e o Irã tentarão alcançar um acordo definitivo sobre o espinhoso programa nuclear iraniano para colocar fim a um conflito que envenena as relações entre Teerã e o Ocidente há 12 anos.

Já os líderes iranianos mostraram-se mais flexíveis quanto à data para alcançar um acordo. Nos últimos dias sugeriram que seria possível estender o prazo com o objetivo de dar mais tempo às partes para aproximar suas posições, o que a Rússia apoia, ao considerar que a data limite não é sagrada.

A chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, se reuniu na manhã desta quarta-feira com Zarif e Kerry na capital austríaca. As negociações prosseguirão na quinta-feira com todas as partes envolvidas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias