Estado Islâmico

Estado Islâmico tem campos de treinamento no leste da Líbia

Os países ocidentais temem que a instável situação política da Líbia converta o país em um terreno fértil para os extremistas islâmicos

AFP
AFP
Publicado em 03/12/2014 às 22:09
Israel Defense Forces
Os países ocidentais temem que a instável situação política da Líbia converta o país em um terreno fértil para os extremistas islâmicos - FOTO: Israel Defense Forces
Leitura:

O grupo Estado Islâmico (EI) mantém campos de treinamento na Líbia, e as autoridades em Washington acompanham de perto a situação, informou nesta quarta-feira um alto oficial americano."Armaram campos de treinamento lá" na Líbia, revelou o general David Rodriguez, chefe do comando do Exército americano para a África, que descreveu a atividade como "muito pequena mas emergente".

Os países ocidentais temem que a instável situação política da Líbia converta o país em um terreno fértil para os extremistas islâmicos, mas o general Rodríguez descartou qualquer ação militar em curto prazo contra os campos de treinamento. Segundo o general, apenas cerca de duzentos militantes estão presentes nestes campos de treinamento, e as forças americanas monitoram a situação para detectar qualquer eventual aumento da atividade.

O general Rodriguez destacou ainda que os combatentes do EI na Líbia não são voluntários procedentes do estrangeiro, e sim membros das milícias locais que se uniram ao grupo.Especialistas têm advertido para a crescente presença do Estado Islâmico na oriental cidade de Derna, aproveitando o caos que tomou conta da Líbia.

A cidade se tornou um "emirado islâmico" e feudo do EI, segundo testemunhas. Desde a queda em 2011 do regime de Muammar Khaddafi, as autoridades de transição não conseguem consolidar seu controle sobre o país, dividido entre diversas milícias e grupos armados islâmicos, que fazem sua própria lei.


O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias