Oriente Médio

Líder do Hezbollah diz que grupo combate 'jihadistas' no Iraque

Esta é a primeira vez que o grupo xiita admitiu atacar os jihadistas na Síria

Da AFP
Da AFP
Publicado em 16/02/2015 às 18:55
Foto: ALI AL-SAADI / AFP
Esta é a primeira vez que o grupo xiita admitiu atacar os jihadistas na Síria - FOTO: Foto: ALI AL-SAADI / AFP
Leitura:

O líder do grupo Hezbollah libanês admitiu, nesta segunda-feira (16), pela primeira vez, que o poderoso movimento xiita, que já luta na guerra civil na Síria, também está presente no Iraque para combater os 'jihadistas'.

"Àqueles que pedem que nos retiremos da Síria, respondo: vamos todos juntos para a Síria. Até agora não tínhamos falado do Iraque, mas temos uma presença limitada [lá] desde que este país atravessa uma situação sensível", disse Hassan Nasrallah em reunião pública nos arredores de Beirute, capital libanesa.

Respondendo indiretamente ao ex-premiê sunita, Saad Hariri, que tinha pedido sábado, no 10º aniversário de assassinato de seu pai, Rafic, ao Hezbollah para se retirar da Síria, Nasrallah, conclamou: "Vamos juntos (combater) no Iraque".

"Vamos juntos por toda parte onde possamos combater a ameaça que visa a nossa nação (muçulmana) e nossa região (...), pois nós devemos fazer face aos 'takfiri' (extremistas muçulmanos)", insistiu.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias