Diplomacia

Senadores dos EUA pedem a Obama que mantenha sanções contra Irã

Texto afirma que o lançamento, em 10 de outubro e em 21 de novembro, de mísseis balísticos por parte de Teerã fragiliza as resoluções da ONU que punem a República Islâmica

Giovanna Torreão
Giovanna Torreão
Publicado em 17/12/2015 às 23:09
Foto: AFP
Texto afirma que o lançamento, em 10 de outubro e em 21 de novembro, de mísseis balísticos por parte de Teerã fragiliza as resoluções da ONU que punem a República Islâmica - Foto: AFP
Leitura:

Um grupo de 56 senadores americanos, entre eles 21 democratas, enviou uma mensagem ao presidente Barack Obama, pedindo-lhe que não suspenda as sanções impostas ao Irã, depois dos recentes testes de mísseis balísticos por parte desse país. O texto afirma que o lançamento, em 10 de outubro e em 21 de novembro, de mísseis balísticos por parte de Teerã fragiliza as resoluções da ONU que punem a República Islâmica.

"O fracasso do governo em dar continuidade às declarações de firmeza com medidas tangíveis constitui para o Irã um convite a continuar violando suas obrigações", declararam os congressistas. O grupo inclui o ex-rival de Obama na disputa presidencial de 2008, John McCain, e o atual pré-candidato republicano Ted Cruz.

Em julho, o Irã chegou a um acordo com as principais potências da comunidade internacional, comprometendo-se a não usar seu programa nuclear para fins militares. Este programa será estreitamente vigiado pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA). Em troca, Teerã se beneficiaria da suspensão das sanções internacionais impostas contra o país.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias