CONFLITO

Evacuação de civis é suspensa em Aleppo, na Síria

De acordo com o governo, os milicianos bloquearam as saídas de duas áreas e os civis, que estão em ônibus, estariam sob fogo cruzado

ABr
ABr
Publicado em 16/12/2016 às 9:15
Foto: STRINGER / AFP
De acordo com o governo, os milicianos bloquearam as saídas de duas áreas e os civis, que estão em ônibus, estariam sob fogo cruzado - FOTO: Foto: STRINGER / AFP
Leitura:

O drama para os civis que moram na região leste da cidade síria de Aleppo parece não ter fim. Nesta sexta-feira (16), o governo de Bashar al-Assad anunciou a suspensão da evacuação dos moradores por uma suposta violação do cessar-fogo por grupos rebeldes.

De acordo com o governo, os milicianos bloquearam as saídas de duas áreas e os civis, que estão em ônibus, estariam sob fogo cruzado. O Centro russo para a Reconciliação, que atua ao lado de Assad, anunciou que "nove comboios com 6.462 pessoas, entre as quais três mil milicianos e 301 feridos" já deixaram a cidade. Segundo as Nações Unidas, mais de 50 mil pessoas ainda estão "presas" em Aleppo.

Sem trégua

Nessa quinta-feira (15), fontes do governo informaram à emissora "Al Jazeera" que os comboios estavam sendo atacados por rebeldes. A situação é confusa na região, já que Assad afirma que ela voltou para as mãos do governo, mas os combates não cessam.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias