recesso

Dilma aproveita dia de descanso e passeia de lancha em Salvador

Na lancha, estavam, além da presidente: a mãe, a filha, o genro, o neto, a tia, um sobrinho e a mulher dele

Da Folhapress
Da Folhapress
Publicado em 26/12/2014 às 14:47
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Na lancha, estavam, além da presidente: a mãe, a filha, o genro, o neto, a tia, um sobrinho e a mulher dele - FOTO: Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Leitura:

A presidente Dilma Rousseff passeou de lancha na manhã desta sexta-feira (26) em Salvador, no segundo dia do recesso no litoral da Bahia.

Dilma saiu antes das 7h30 (horário local) para um passeio pela baía de Todos os Santos, e retornou somente às 11h para a Base Naval de Aratu, onde está hospedada desde quinta.

A presidente estava de boné branco, bolsa verde clara, óculos escuros e roupa de praia bege, com estampa florida.

Na lancha Amazônia Azul, de propriedade da Marinha, também estavam seus familiares: sua mãe, Dilma Jane, a filha Paula, o genro Rafael, o neto Gabriel, a tia Arilda, além de um sobrinho e a mulher dele, que não tiveram os nomes divulgados pelo Planalto.

Segundo a assessoria da Presidência, a previsão é de que Dilma retorne para Brasília na segunda-feira (29).

RECESSO - A Base Naval de Aratu, onde está a presidente, fica a 43 km do centro de Salvador. O imóvel que recebe as autoridades tem piscina e fica em uma área de acesso restrito aos militares.

O local é cercado de mata atlântica, o que dá mais privacidade aos hóspedes. Além disso, o trecho de praia em frente à Base Naval é protegido por muros, que separam as praias de Inema e de São Tomé de Paripe. Mesmo assim, a presidente evita tomar banho de mar no local, para não ser fotografada.

Para afastar o olhar de curiosos, a Capitania dos Portos restringe o acesso, pelo mar, de embarcações no perímetro da praia.

Desde o início da manhã desta sexta, uma embarcação tipo Corveta e uma lancha da Marinha fazem a segurança do perímetro de acesso pelo mar.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias