Petição

Candidatura de Lula ao prêmio Nobel conta com meio milhão de assinaturas

Segundo os organizadores da petição, os programas Fome Zero e Bolsa Família foram os principais responsáveis pela queda das taxas de desnutrição no Brasil

Maria Eduarda Bravo
Maria Eduarda Bravo
Publicado em 29/01/2019 às 10:34
Foto: Reprodução
Segundo os organizadores da petição, os programas Fome Zero e Bolsa Família foram os principais responsáveis pela queda das taxas de desnutrição no Brasil - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

Mais de meio milhão de pessoas já assinaram a petição proposta pelo argentino Adolfo Pérez Esquivel, vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 1980. Entre as assinaturas estão as dos sociólogos Jean Ziegler e Eric Fassin, Angela Davis de o ator Danny Glover, o lingüista Noam Chomsky. 

Segundo eles, os programas Fome Zero e Bolsa Família foram os principais responsáveis "pela queda das taxas de desnutrição no Brasil (de 11% em 2002 para menos de 5% em 2007), bem como a redução dos índices de desnutrição. Já a extrema pobreza que, segundo relatório da Fundação Getúlio Vargas (FGV), caiu 50,6% no período referente ao mandato de Lula."

Prêmio

A indicação ao comitê do Nobel, que termina nesta quinta-feira (31), pode nomear nomes de parlamentares e ministros, chefes de estado, membros da Corte Internacional de Justiça em Haia e da Corte Permanente de Arbitragem em Haia, ou professores, reitores e diretores de universidades.

Para levar a iniciativa, Adolfo Pérez Esquivel argumenta que a fome é um flagelo e um crime de que as pessoas são vítimas de pobreza e marginalização, privadas de vida e esperança por gerações. "Por esta razão, se um governo nacional se tornar um exemplo global da luta contra a pobreza e a desigualdade, contra a violência estrutural que nos aflige como humanidade, ela deve ser reconhecida por sua contribuição à paz na humanidade", disse o argentino. 

Campanha de jornal francês

O jornal L’Humanité, periódico oficial do partido comunista francês, publicou uma foto de Lula na capa da edição desta terça-feira (29). “Quase meio milhão de pessoas já assinaram uma petição lançada pelo ativista argentino Adolfo Pérez Esquivel para fazer do ex-chefe de Estado um Prêmio Nobel da Paz. Aquele que hoje é prisioneiro político tem sido iniciativa de um programa para erradicar a fome”, diz o texto na capa.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias