OPOSIÇÃO

PDT votará contra a reforma da Previdência no Congresso Nacional

O anúncio foi feito nesta segunda-feira (18) durante uma convenção nacional do partido

Rute Arruda
Rute Arruda
Publicado em 18/03/2019 às 20:17
Foto: Reprodução/ Twitter
O anúncio foi feito nesta segunda-feira (18) durante uma convenção nacional do partido - FOTO: Foto: Reprodução/ Twitter
Leitura:

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) decidiu que votará contra a proposta da reforma da Previdência no Congresso Nacional. Nesta segunda-feira (18), a sigla se reuniu para a 25ª Convenção Nacional da legenda, que não contou com a presença do ex-candidato à Presidência da República Ciro Gomes, e anunciou a oposição.

Caso descumpram a ordem do partido, deputados e senadores poderão ser punidos. "Se isso acontecer (de votarem a favor da reforma da Previdência), temos que cortar na carne. Aqui, o que segue orientação do partido deve ter um tratamento e o que não o faz deve ter outro", declarou a vice-presidente do PDT, Miguelina Vecchio.

Apesar de não estar presente na reunião, Ciro Gomes enviou um vídeo no qual afirma que é necessário ajudar o entendimento da população das "perversidades" que estão na proposta da reforma da Previdência.

"É um momento de preparar e ajustar a tática para os primeiros enfrentamentos práticos, objetivos, como ajudar o povo a entender as perversidades tremendas que estão entranhadas nas 66 páginas da reforma da Previdência proposta pelo presidente Jair Bolsonaro", afirmou Ciro.

Segundo a legenda, fechar a questão contra a reforma foi necessário para marcar posição no que o partido classifica como "luta contra os retrocessos".

Aprovação

Para a aprovação da reforma na Câmara dos Deputados, é necessário que, 308 dos 513 parlamentares votem a favor. Já no Senado, são 49 votos de 81 senadores. O PDT tem 28 deputados federais na Câmara e quatro senadores.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias