VOTAÇÕES

Luciano Bivar, presidente do partido de Bolsonaro, é top 3 em faltas na Câmara

De acordo com levantamento, Luciano Bivar faltou 115 das 144 votações nominais da Câmara

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 05/08/2019 às 11:10
Notícia
Foto: Acervo JC Imagem
De acordo com levantamento, Luciano Bivar faltou 115 das 144 votações nominais da Câmara - FOTO: Foto: Acervo JC Imagem
Leitura:

Levantamento divulgado na manhã desta segunda-feira (05) pelo Portal G1 revela que 44% dos parlamentares estiveram ausentes em ao menos 25% das 144 votações nominais na Câmara dos Deputados entre os meses de janeiro e julho de 2019. O presidente do partido de Jair Bolsonaro, Luciano Bivar (PSL-PE), é o terceiro deputado mais faltoso e deixou de se posicionar em 79,9% do total de votações nominais, ou seja, faltou 115. 

O cientista político e pesquisador da FGV-SP Humberto Dantas diz que alguns deputados adotam a estratégia de faltar as votações para “não se comprometer” ou para “não ficar de mal com nenhum lado” e que, apesar dos casos de problemas de saúde e as missões oficiais dos deputados, os números de ausências são altos.

As votações nominais são aquelas em que é identificado o posicionamento de cada parlamentar e em que são votados projetos de lei, PEC’s, requerimentos, destaques, entre outros. Além disso, ocorrem, principalmente, quando é necessário quórum qualificado. 

Os mais ausentes

1º: Josias Gomes (PT-BA) esteve ausente em todas as 21 votações nominais que ocorreram até ele se licenciar do mandato, em março de 2019. O deputado não quis se manifestar.

2º: Soraya Santos (PL-RJ) faltou 116 das 144 sessões. Em nota, a assessoria de imprensa da deputada diz que Soraya Santos ocupa “o segundo cargo mais importante da Mesa Diretora” e que “tendo em vista o volume de demandas, a primeira-secretária fica dispensada” de registrar presença nas sessões da Câmara e também de participar das votações nominais.

3º: Luciano Bivar (PSL-PE) esteve ausente em 115 do total de votações nominais. Em nota, a assessoria de imprensa de Bivar afirma que as “eventuais ausências nas votações ocorrem devido ao acúmulo de atribuições como integrante da Mesa Diretora” e que “muitas vezes ele tem de se ausentar do plenário para receber embaixadores, autoridades e parlamentares no gabinete da 2ª Vice-Presidência”. A nota acrescenta ainda que Bivar esteve presente em 66% das sessões plenárias da Câmara.

4º: Bruna Furlan (PSDB-SP) faltou a 112 das 144 votações nominais na Câmara. A assessoria de imprensa da deputada afirma que “todas as ausências foram justificadas com requerimentos por atividade parlamentar e por motivo de saúde (rompimento dos ligamentos do pé)”. A deputada também diz que parte das votações nominais em que esteve ausente abordava “procedimentos regimentais”.

5º: Vinicius Gurgel (PL-AP) esteve ausente em 109 das votações nominais. “Eu me dedico à liberação de recursos para obras de grande impacto para o estado, como aeroportos, duplicação de rodovias e outras obras estruturantes. Algumas vezes eu não consigo chegar a tempo da votação no plenário. A votação é em 5 minutos e se encerra muito rápido", diz o deputado.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias