Ex-presidente

Lula diz que sai da prisão 'com muita vontade de voltar a lutar'

'Eu não quero ficar falando mal de presidente, eu não quero ficar falando mal de ministro. Eu quero falar bem do povo brasileiro', argumentou o petista

Adige Silva
Adige Silva
Publicado em 09/11/2019 às 7:35
Notícia
Foto: AFP
'Eu não quero ficar falando mal de presidente, eu não quero ficar falando mal de ministro. Eu quero falar bem do povo brasileiro', argumentou o petista - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em transmissão ao vivo pelo Twitter que sai "com muita vontade de voltar a lutar". "É muito triste que depois de 580 dias que eu estou preso, depois de eleger um presidente com base na fake news e na mentira, os dados do IBGE mostram que o povo brasileiro está mais desempregado, está ganhando menos e está vivendo pior. É muito triste."

Lula, acompanhado da namorada, a socióloga Rosangela "Janja" da Silva, ainda disse: "Eu não quero ficar falando mal de presidente, eu não quero ficar falando mal de ministro. Eu quero falar bem do povo brasileiro e falar das coisas que são possíveis de serem construídas nesse País". "Eu tenho uma convicção de que o povo brasileiro - e o povo pobre sobretudo - é a única fonte que pode ajudar a gente a recuperar esse País, na hora em que a gente incluí-lo no orçamento e nas discussões econômicas do País."

O ex-presidente afirmou que "não tem como pagar o que esse povo da vigília fez por mim", sobre os acampados na porta da carceragem da Polícia Federal. "É muita grandiosidade." Lula ainda disse: "Do coração, eu vou trabalhar o resto da minha vida para pagar a vocês com gratidão, com amor, com trabalho, e retribuir, a cada um, o que vocês merecem. É para vocês e para o povo brasileiro que um governante tem que trabalhar. Um governante sério não fica governando com base em fake news e com base na mentira. Um governante sério fala com o povo e fala em emprego, em desenvolvimento e distribuição de renda, coisa que a gente não ouve falar."

Lula concluiu: "Vamos à luta até a vitória final".

Soltura

Lula deixou a superintendência da Polícia Federal (PF) na capital paranaense às 17h42 (de Brasília) desta sexta-feira, 8, após assinar alvará de soltura expedido como resultado da decisão, ontem, do Supremo Tribunal Federal (STF) que reverteu a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias