Ação popular

Advogados pedem cancelamento do show de Wesley Safadão no São João de Caruaru

Apresentação está marcada para o dia 25 de junho na programação

JC Online
JC Online
Publicado em 21/06/2016 às 21:46
divulgação
Apresentação está marcada para o dia 25 de junho na programação - FOTO: divulgação
Leitura:

O show de Wesley Safadão, previsto o próximo sábado (25) no São João de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, pode não acontecer. O motivo é uma ação popular, com pedido de liminar, de autoria dos advogados Dimitre Bezerra, Ewerton Bezerra e Marcelo Rodrigues, solicitando o cancelamento da apresentação.

De acordo com um dos autores da ação, Dimitre Bezerra, foram comparados os valores de shows realizados no mesmo período em outras cidades do Nordeste. "Existe uma disparidade muito grande do cachê. A sociedade precisa de uma satisfação e só quem pode dar é a Justiça", afirmou.

O cachê de Safadão na Capital do Forró seria de R$ 575 mil, enquanto em Campina Grande o valor seria de R$ 195 mil; uma diferença de quase 300%.

A ação foi distribuída para a Primeira Vara da Fazenda Pública da Comarca de Caruaru. Os réus são o prefeito do município, José Queiroz, e a presidente da Fundação de Cultura de Caruaru, Lúcia Lima.

Na segunda-feira (20), o Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e o Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO) notificaram o prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), para prestar esclarecimentos sobre os valores repassados. De acordo com os órgãos, também houve diferenças nos cachês de Elba Ramalho e da banda Aviões do Forró.

No próximo dia 29, o cearense será uma das atrações do Jogo do Bem, evento beneficente na Arena de Pernambuco que contará também com a presença do meia pernambucano Hernanes e do meia do Lucas, do Paris St. Germain.

Últimas notícias