alepe

Após mortes, secretário deve ir à Alepe falar sobre situação da Funase

No último mês, 11 jovens foram assassinados em unidades da Funase

Paulo Veras
Paulo Veras
Publicado em 01/11/2016 às 12:41
Foto: JC Imagem
No último mês, 11 jovens foram assassinados em unidades da Funase - FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

O secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Isaltino Nascimento (PSB), deve ir à Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), para tratar da situação das unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo de Pernambuco (Funase).

A audiência pública deve ocorrer no dia 25 de novembro e ganhou força após sete jovens terem sido assassinados na unidade da Funase em Caruaru, no Agreste, enquanto estavam sob custódia do Estado, na madrugada dessa segunda-feira (31). Em reação, o governo do Estado trocou o presidente da Funase.

"São 40 jovens assassinados nas dependências da Funase nos últimos cinco anos. Nenhum outro Estado do Brasil tem um sistema socioeducativo tão perverso e desumano. É preciso que o governo, representado na figura do secretário Isaltino Nascimento, venha a público prestar esclarecimentos", afirmou o deputado estadual Edilson Silva (PSOL), presidente da comissão e autor do requerimento de convocação.

OUTROS CASOS

A convocação de Isaltino foi aprovada no dia 20 de outubro, após uma rebelião no centro de Abreu e Lima, na Região Metropolitana, que terminou com cinco feridos. No último mês, quatro jovens também foram assassinados na unidade de Timbaúba, na Mata Norte.

ofício-isaltino

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias