Disputa

FBC é o maior traidor da história política de Pernambuco, diz Raul Henry

Vice-governador chamou FBC de orportunista e disse que irá lutar pelo partido

Vinícius Sales
Vinícius Sales
Publicado em 21/03/2018 às 15:00
Arquivo/JC Imagem
Vice-governador chamou FBC de orportunista e disse que irá lutar pelo partido - FOTO: Arquivo/JC Imagem
Leitura:

O vice-governador, e presidente afastado do MDB-PE, Raul Henry, afirmou à Rádio Jornal que passou "pela maior violência da história política de Pernambuco e da história do MDB." Sobre FBC, Raul afirma que recebeu o senador de braços abertos, mas que levou uma apunhalada nas costas. ""O senador confirmou uma fama que ele carrega na história de ser o maior traidor da história de Pernambuco. Traidor, oportunista. Não queremos a companhia dele".

Ele complementou afirmando que o processo da executiva nacional sobre a estadual, com o aval do presidente Temer, foi ilegal.""O processo foi ilegítimo, ilegal. Uma intervenção. O MDB de Pernambuco teve um crescimento de 140% no número de vereadores. Não existe isso de falta de crescimento"

PLANO B

Questionado sobre a perda do comando do partido, Raul afirma que "não dá para pensar nisso agora". ""Não vamos abrir mão da nossa luta, da nossa resistência", disse. "Aqui em Brasília, todos dizem que os nossos direitos são muito claros e que seremos exemplos para que isso não volte a acontecer com outros partidos. Estamos muito confiante e vamos aguardar a decisão do Supremo". "A justiça vai impedir essa violência de se concretizar", completa.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias