PROTESTO

Grito dos Excluídos realiza sua 24° edição no centro do Recife

Tradicionalmente realizado no Dia da Independência do Brasil, 'O Grito' reúne diversos movimentos sociais e minorias

Editoria de Política
Editoria de Política
Publicado em 07/09/2018 às 14:24
Bobby Fabisak/JC Imagem
Tradicionalmente realizado no Dia da Independência do Brasil, 'O Grito' reúne diversos movimentos sociais e minorias - FOTO: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Sob o mote "Desigualdade Gera Violência: Basta de Privilégio", a 24° edição do grito dos excluídos foi realizada nesta sexta-feira (7), no centro do Recife. Compareceram ao evento diversos movimentos sociais de esquerda, sindicatos, entidades religiosas e candidatos do pleito eleitoral. Iniciado ás 9h, os manifestantes saíram em carreata da Praça do Derby até a ponte Duarte Coelho, no bairro da Conde da Boa Vista.

Com faixas, cartazes, bandeiras e carro de som, os manifestantes protestaram contra os privilégios da classe política e e pela libertação do ex-presidente Lula (PT), que atualmente se encontra preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, pelos crimes de lavagem de dinheiro e Corrupção. 

O Grito

O Grito dos Excluídos é uma manifestação que reúne integrantes de entidades e movimentos sociais, populares e religiosos tradicionalmente na semana da Pátria, culminando na marcha no dia 7 de setembro, em cidades de todos os estados do Brasil e no Distrito Federal. Em contraponto ao desfile cívico-militar da Independência, a intenção é dar visibilidade aos grupos excluídos da sociedade e divulgar as demandas da sociedade brasileira. O primeiro Grito surgiu em 1995 por iniciativa das pastorais sociais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Últimas notícias