Crime

Pelas redes sociais, três deputados dizem terem celulares clonados

Nessa quarta (31), três prefeitos informaram também terem sidos hackeados

Da Editoria de Política
Da Editoria de Política
Publicado em 01/08/2019 às 14:51
Notícia
Foto: Divulgação/Alepe
Nessa quarta (31), três prefeitos informaram também terem sidos hackeados - FOTO: Foto: Divulgação/Alepe
Leitura:

Em menos de 24 horas, três deputados estaduais pernambucanos informaram terem dito seus aparelhos celulares clonados. Foram eles: Joaquim Lira (PSD), Sivaldo Albino (PSB) e Doriel Barros (PT). Todos comunicaram o crime pelas suas redes sociais, onde alertaram os seguidores para terem cuidado com qualquer mensagem suspeita ou ligação recebida em nome dos próprios parlamentares. 

"Meu telefone e redes sociais de mensagens foram clonados. Favor não atender aos pedidos feitos! Obrigado pela preocupação de todos!", afirmou Joaquim Lira em sua conta pessoal do instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

ATENÇÃO Meu telefone e redes sociais de mensagens foram clonados. Favor não atender aos pedidos feitos! Obrigado pela preocupação de todos!

Uma publicação compartilhada por Joaquim Lira (@joaquimliraoficial) em

 

A mesma mensagem foi compartilhada por Sivaldo Albino. Segundo ele, qualquer mensagem do seu antigo número deveria ser desconsiderada. 

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Sivaldo Albino (@sivaldoalbino) em

 

Já o celular do deputado Doriel Barros foi invadido enquanto o parlamentar realizava uma agenda no interior do Estado. Segundo uma nota encaminhada pela sua assessoria, os criminosos teriam encaminhado mensagens para contatos presentes no aparelho, mas em nome de Doriel. 

Em suas redes sociais, o pernambucano também alertou seus seguidores para qualquer mensagem recebida, encaminhassem para o deputado e que seriam tomada as devidas providências. "Vamos buscar resolver esse problema o mais rápido possível", contou. A assessoria ainda informou que o parlamentar já entrou em contato com a polícia local e com a operadora do celular. 

Mesma ação com prefeitos

Também apenas na última quarta-feira (31), três prefeitos de Pernambuco anunciaram ter seus aparelhos celulares hackeados. Os casos foram registrados pelos gestores municipais de Carnaubeira da Penha, Salgueiro e Cabrobó, todas localizadas no Sertão do Estado. 

Nos três casos, prefeitos relataram que os criminosos realizavam o mesmo tipo de crime. Na ação, clonavam os perfis dos gestores e se passavam por eles, pedindo dinheiro aos contatos registrados no aparelho celular.

A Prefeitura de Carnaubeira da Penha chegou a divulgar um comunicado onde recomendou as pessoas que recebessem as mensagens falsas que deveriam ignorá-las e excluí-las imediatamente, sem fazer qualquer tipo de transferência ou depósito bancário.

O prefeito de Cabrobó, Marcílio Cavalcanti (MDB), comunicou que todos os procedimentos legais estão sendo tomados para resolver o problema. “Peço aos meus amigos e pessoas que receberam essas mensagens, que não respondam ou façam nada que for pedido”, alertou.

Já a assessoria do prefeito de Salgueiro, Clebel Cordeiro (MDB), confirmou a ação criminosa e pediu para que os usuários denunciassem. “Pessoal, o celular de Clebel foi hackeado! Quem o tiver no WhatsApp, bloqueie e denuncie por favor”, diz o aviso publicado em sua conta pessoal do Instagram.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias