SUDENE

Douglas Cintra assumirá a Sudene

O empresário assume a superintendência da autarquia nesta quinta-feira

Angela Belfort
Angela Belfort
Publicado em 11/12/2019 às 15:21
Notícia
Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
O empresário assume a superintendência da autarquia nesta quinta-feira - FOTO: Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
Leitura:

O empresário ex-senador Douglas Cintra (PTB) assume nesta quinta-feira (12 de dezembro) a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) prometendo agregar os governadores da Região às iniciativas da autarquia. Os chefes do Executivo fazem oposição ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a Sudene é um órgão do governo federal que tem a função de planejar o crescimento regional. “A Sudene não é para se trabalhar politicamente, mas um lugar para construir debates”, disse, acrescentando que pretende coversar com cada um dos governadores. E complementou: “O Consórcio Nordeste será bem recebido para pensar junto com a Sudene”.

Douglas disse que pretende implantar ações que contribuam para trazer atividades mais modernas que ajudem o Nordeste a crescer e defende que a agricultura 4.0 que deveria chegar aos pequenos agricultores da região. Ele também defende que o investimento externo é um grande caminho para atrair mais investimentos para a região na área de meio ambiente, saneamento e agricultura.

“O Nordeste oferece um mundo de oportunidades”, contou e defende parcerias com o setor privado para atrair novos investimentos. Ele diz que apoiou a campanha de Jair Bolsonaro em 2018 pela “pauta simples de equilíbrio fiscal que o então candidato defendia”.

Cintra foi indicado ao cargo por cerca de 10 deputados de apoio a base governista e também pela indicação do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB). Cintra ocupou a cadeira do senado, quando Armando Monteiro Neto (PTB) se afastou do cargo para ser ministro de Dilma Rousseff (PT).

REUNIÃO

A 26ª Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo (Condel) da Sudene que ocorre nesta quinta-feira (12/12) vai apreciar proposições que tratam das diretrizes, prioridades e programação de aplicações para o exercício de 2020 dos fundos de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE) e Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) . A previsão é que o FNE conte com R$ 29,3 bilhões para serem emprestados, enquanto o FDNE possua R$ 657 milhões disponíveis para crédito.

O evento ocorrre nesta quinta-feira às 14h30m  no Instituto Ricardo Brennand, em Recife (PE) e vai marcar a posse do novo superintendente da Sudene. A nomeação dele foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (12/12). Devem comparecer a reunião, o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto; os governadores de Sergipe, Piauí e Rio Grande do Norte; os vice-governadores de Pernambuco, Ceará e Bahia, entre outros.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias