COLUNA CARREIRA

Internet está cheia de oportunidades de emprego falsas; veja dicas para não cair em armadilhas

Hoje, são quase 15 milhões de desempregados no Brasil, além dos 6 milhões de desalentados, aqueles que já desistiram de procurar emprego

Felippe Pessoa
Felippe Pessoa
Publicado em 03/11/2021 às 11:36
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Os golpes são dos mais diversos, mas a maioria deles tem algo em comum: a venda de cursos, treinamentos e certificações que, supostamente, habilitam o profissional à vaga. - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

A situação econômica do país não passa por um bom momento e, uma das principais consequências, é o desemprego. Hoje, são quase 15 milhões de desempregados no Brasil, além dos 6 milhões de desalentados, aqueles que já desistiram de procurar emprego. Tudo isso em meio a uma pandemia que deixa rastros. Para completar o cenário negativo, ainda precisamos lidar com golpistas que oferecem vagas de emprego tentadoras, mas que simplesmente não existem. Tudo isso para roubar profissionais que, na maioria das vezes, estão fragilizados e desesperançosos.

Os golpes são dos mais diversos, mas a maioria deles tem algo em comum: a venda de cursos, treinamentos e certificações que, supostamente, habilitam o profissional à vaga. Após o pagamento, os profissionais descobrem que não existe nem curso, nem certificado e muito menos emprego. O que fica é a perda do dinheiro e a frustração de não ter encontrado um novo trabalho. Os golpistas se valem da boa-fé, do desespero e da ansiedade daqueles que estão desempregados e dispostos a fazer qualquer negócio para voltar ao mercado de trabalho. E os golpes só crescem. Em tempos de redes sociais, as agências de trabalho falsas divulgam vagas direcionadas a grupos de desempregados e fisgam esse público com propostas interessantes e tentadoras. O modus operandi é simples: o profissional se candidata a uma vaga oferecida na internet, faz um cadastro e, em poucos minutos, recebe o contato de um consultor que oferece um curso para que o candidato seja habilitado à vaga. E está dado o golpe, curso pago e nada de emprego.

Apesar dos golpistas aprimorarem sempre suas manobras, algumas dicas podem ajudar a identificar se a vaga é real ou apenas uma ilusão:

Oferta de salários acima da média de mercado

Quando a esmola é demais, o santo desconfia. Se a vaga tem uma remuneração muito atrativa ou desproporcional as responsabilidades do cargo, fique de olhos abertos.
O mercado pratica remunerações similares para cargos e atividades semelhantes. Se a vaga tem um pacote de remuneração muito acima da média, é bom entender com mais detalhes.

Os golpistas usam muito essa estratégia para atrair candidatos interessados em ganhar bem.

Cobrança para participar do processo

Empresas que estão contratando profissionais não fazem cobrança para candidatos. Algumas agências ou consultorias de recrutamento podem cobrar para uma recolocação, mas esse processo engloba não só a vaga de trabalho, mas treinamentos, palestras e preparação para participar de entrevistas.

Antes de pagar qualquer valor, pesquise. Entenda a reputação da empresa, converse com pessoas que já pagaram e verifique se vale mesmo a pena fazer esse investimento.

Processo seletivo muito rápido

Algumas empresas precisam contratar com urgência, mas desconfie de processos que garantem emprego à jato. Empresas sérias não pulam etapas no processo seletivo e fazem testes, entrevistas e dinâmicas de maneira estruturada.

Se a oportunidade passa por cima do processo, desconfie. Pode ser uma roubada.

Anúncio de vaga com pouca exigência

Uma das principais estratégias dos golpistas é fazer anúncios genéricos, que possibilitem qualquer pessoa se candidatar, independente da formação acadêmica ou do histórico profissional. Com isso, eles conseguem atrair mais gente e ganhar mais dinheiro.

A maioria das vagas exige algum conhecimento específico ou experiência em determinado segmento. Por isso, fique de olho e investigue se a vaga for muito ampla e genérica.

Por fim, mas não menos importante, informe-se. Caso surja uma oportunidade de emprego muito atraente e que exige pouco esforço, procure amigos e colegas de trabalho para entender a reputação da contratante. Infelizmente, o Brasil está cheio de charlatões que querem ganhar dinheiro fácil em cima de pessoas que já estão sensíveis e sem esperança. Por isso, não desembolse nenhum valor antes de pesquisar a idoneidade e seriedade da empresa.

 

Comentários

Últimas notícias