OPINIÃO

João Campos foge de fotos ao lado de correligionário e amigo Geraldo Júlio

Leia a opinião de Cláudio Humberto

Cláudio Humberto
Cláudio Humberto
Publicado em 28/07/2020 às 7:30
Notícia
GUGA MATOS/ACERVO JC IMAGEM
João Campos (à dir.), ao lado de Geraldo Julio na eleição 2016 - FOTO: GUGA MATOS/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Candidato à prefeitura do Recife este ano, o deputado João Campos (PSB) foge como o diabo da cruz de fotos ao lado do correligionário e amigo Geraldo Júlio, alvo de cinco operações da Polícia Federal.

OAB promove vexame

O presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, submeteu a vexame vários ministros e até presidentes de tribunais superiores, incluindo Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), que, ao participaram de seminário, por videoconferência, suas imagens foram exibidas ao lado da logomarca do patrocinador principal do evento: a Qualicorp. O fundador e acionista da empresa, Luiz Seripieri Júnior, preso dias atrás por corrupção, poderá ter demandas julgadas pelos magistrados. Constrangidos, convidados do evento afirmam que não foram avisados de que suas imagens seriam associadas à logomarca da Qualicorp. 

Criada por Seripieri, a Qualicorp virou gigante, segundo investigadores, vendendo planos de saúde coletivos à sombra de favores oficiais.  O evento 1º Congresso Digital Covid-19 é obra da dupla Felipe Santa Cruz e Marcus Vinícius Furtado Coelho, ex-presidente da OAB. O evento da OAB, que fez autoridades do Poder Judiciário pagarem mico é denominado 1º Congresso Digital Covid-19.

Nova "tomada de 3 pinos"

A agência reguladora Anvisa está determinada a criar uma “tomada de três pinos” na telemedicina: minuta de resolução na pauta de decisões da diretoria, que tem força de lei, prevê que médico só poderá emitir receita eletrônica após obter certificação eletrônica no “cartório” do governo, e a farmácia só está autorizada a vender após consultar o site do “cartório”. Se a internet estiver ruim, o doente fica sem remédio.

Mentes obtusas da Anvisa acham que a internet nos grandes centros é a mesma Brasil afora. Ignoram que o acesso é precário em todo o País. A soberba não deixa a Anvisa perceber que sua decisão burocratiza a emissão de receitas por meio eletrônico, um avanço da tecnologia. A Anvisa não se contenta em tornar digitais as exigências analógicas impostas às receitas de papel. Precisou inventar mais um “cartório”.

Separação 1 

DEM e MDB não são partidos de abandonarem o poder. Associaram-se ao “centrão”, como em todos os anos, para conseguirem cargos na Comissão Mista de Orçamento. Como em todos os anos, desfizeram a aliança logo em seguida. Nada a ver com a aproximação a Bolsonaro.

Separação 2 

Baleia Rossi (SP), presidente do MDB, está em campanha para presidir a Câmara. Não poderia seguir liderado por Arthur Lira (PP-AL), o mais forte candidato ao cargo, hoje. Por isso “vazou” do campo do “centrão”.

Separação 3

O DEM deixou o centrão para ficar a serviço das manobras do seu principal personagem, Rodrigo Maia, que tenta criar ambiente para alterar a Constituição só para permitir a ele uma nova candidatura.

Quem ameaça?

A federação de petroleiros divulgou nota para “reiterar a preocupação” com o abastecimento de combustíveis, após a privatização de refinarias. Não explica o motivo, só fala no fantasma da “ameaça”.

Demagogia

Um grupo de deputados do PT e PSB, contrário ao pacote de ajuda na pandemia, joga para a platéia criando “aposentadoria especial” para entregadores de aplicativos, com escassas chances de aprovação.

Algo mudou

A FGV/DAPP promove webinário com o Eurasia Group e o economista Ian Bremmer, nesta terça (28), para debater perspectivas para a democracia e consequências do processo de digitalização pós-Covid.

Passa bem

O ministro Felix Fischer, um dos mais admirados no Superior Tribunal de Justiça (STJ), foi operado nesta segunda (27) de um problema no abdômen. Passa bem. Talvez receba hoje alta do hospital DF Star.

Frase

"Começa a reação às decisões ilegais de ministros do Supremo", senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ), que também foi alvo da operação da PF a mando de Alexandre de Moraes

Comentários

Últimas notícias