Comércio

Inflação alta atrapalhou a Black Friday 2021 no Recife, acreditam comerciantes

Movimento abaixo do esperado nas lojas refletiu o mau momento da economia brasileira. Esperança agora é que as vendas do Natal reajam positivamente

Edilson Vieira
Edilson Vieira
Publicado em 26/11/2021 às 18:16
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
DIA FRACO Movimentação nas lojas do Centro do Recife e até mesmo nos shopping foi abaixo do esperado - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

O balanço da Black Friday  2021 para o comércio de Pernambuco deve ser de um movimento nas lojas 5% menor do que o registrado no ano passado. A observação é de Fred Leal, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas do Recife (CDL). A inflação em alta e a perda do poder aquisitivo impactaram muito as vendas deste ano, acredita o presidente da CDL. "O movimento não foi como esperávamos, mas tem a ver com o momento atual do Brasil. Tudo subiu de preço, e muito. Energia elétrica, combustível, gás de cozinha, está tudo muito mais caro o que acaba reduzindo o poder de compra das famílias", afirmou Leal.

Para as festas de fim de ano, a expectativa é um pouco melhor, sobretudo, com a injeção do pagamento do 13o. salário na Economia. "É possível que quem não comprou agora esteja se programando para comprar no Natal. De qualquer forma, a nossa expectativa é boa para o fim de ano, mas com cautela, porque a situação do País será a mesma", disse o presidente da CDL.

COMPENSAÇÃO

Entre os lojistas de shoppings a percepção é que, mesmo com boas promoções,  a Black Friday desse ano também poderia ter sido melhor. Apesar de ainda não ter números para comprovar, aliado ao fato de que muitos shoppings estenderam as promoções até este fim de semana, Ricardo Galdino, presidente da Associação de Lojistas de Shoppings em Pernambuco (Alshop-PE), acredita que a Black Friday desse ano será "muito fraca". "A Black Friday sempre foi um evento voltado para o e-commerce, e dessa vez não foi diferente. O movimento abaixo do esperado nas lojas reflete isso", diz Galdino.

Ele ainda lembra que a volta das atividades turísticas que, no ano passado, estavam fechadas por conta das restrições para a pandemia, pode ter atraído o público consumidor para este setor. Galdino lembra que Black Friday é uma data importada do varejo norte-americano que faz muito sentido para o comércio de lá mas, aqui, a proximidade com o Natal, a melhor época do ano para o varejo brasileiro, atrapalha um pouco. "Geralmente, quando a Black Friday é boa para os lojistas, tem impacto negativo nas vendas do Natal. Agora é esperar que o efeito seja contrário e possamos comemorar um verdadeiro feliz Natal este ano",  disse o presidente da Alshop PE.

Comentários

Últimas notícias