TRIBUTOS

Veja quanto será o IPVA do seu carro em 2022 e se é melhor pagar o imposto à vista ou a prazo

Valores e boletos para pagamentos já estão disponíveis. IPVA pode ser dividido em até três parcelas mas empresas particulares oferecem parcelamento em até 18 vezes no cartão de crédito

Edilson Vieira
Edilson Vieira
Publicado em 04/01/2022 às 19:33
Arquivo pessoal
O analista de sistemas Dênis Carvalho constatou que o IPVA 2022 para ele fiCou cerca de 20% mais caro - FOTO: Arquivo pessoal
Leitura:

Quer saber quanto será o IPVA do seu carro neste ano de 2022? O site do Detran-PE já disponibiliza os valores, basta clicar aqui e preencher o campo na aba "veículo" com a placa. Depois, clicando em "consultar débitos" é possível consultar os valores do licenciamento e ainda gerar os boletos. O motorista também pode esperar para receber o boleto de pagamento em casa.

O calendário de pagamento do licenciamento 2022 começa no próximo dia 9 de fevereiro, data de vencimento da cota única e também da primeira parcela para quem optou pelo pagamento parcelado em três vezes. Esta data é válida para os carros com placa terminada em 1 e 2. Veja abaixo a tabela completa. 

Divulgação/Detran
Pagamento varia conforme final da placa do veículo - Divulgação/Detran

A novidade este ano é que os proprietários de motocicletas que participaram, no ano passado, do programa do governo do Estado que anistiou débitos passados do licenciamento terão datas diferenciadas. Para estes, o licenciamento de 2022 vence no último trimestre do ano, independente do número final de placa, e de acordo com o seguinte calendário: Primeira parcela ou cota única em 31/10/2022; 2a. parcela 30/11/2022 e 3a. parcela em 28/12/2022.

VARIAÇÃO

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), é apenas um dos componentes do licenciamento que inclui ainda as taxas de bombeiros e do próprio licenciamento, além das multas de trânsito vencidas. Em 2022, pelo segundo ano consecutivo, os proprietários não precisarão pagar o DPVAT, também conhecido por Seguro Obrigatório, mas nem por isso o licenciamento ficará necessariamente mais barato. Pelo contrário. A tendência é que se pague um valor maior este ano.

O principal componente do licenciamento, o IPVA, é baseado na tabela FIPE (elaborada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) e que serve como parâmetro de precificação do mercado de veículos novos e seminovos. Como o carro usado subiu muito de preço em 2021, por conta da falta de carros novos nas concessionárias, o imposto subiu junto. A variação para cima no valor não é fixa, depende de vários fatores como modelo, versão e ano de fabricação do veículo.

O analista de sistemas Dênis da Silva Carvalho já tinha a informação de que seu carro, um Volkswagen Fox ano 2018, que era cotado em R$ 43.135 em janeiro de 2021, saltou na avaliação para R$ 54.521 em janeiro deste ano. Ao consultar o site do Detran-PE ele descobriu que, pela valorização do modelo, deverá pagar R$ 245,71 a mais pelo licenciamento deste ano, um acréscimo de cerca de 20%. "O licenciamento ano passado custou R$ 1.228, 01 e agora em 2022 será R$ 1.473, 72, já com desconto de 7% em cota única", informou o analista.

À VISTA OU PARCELADO?

Segundo o consultor de finanças pessoais Leandro Trajano, a decisão de pagar o licenciamento do veículo à vista ou à prazo deve levar em conta a disponibilidade financeira da pessoa. "Se houver uma boa reserva financeira, é interessante tirar o valor da reserva e fazer o pagamento à vista, para que se possa usufruir do desconto de 7%. Depois, pode-se recompor a reserva. Mas se a pessoa tem uma reserva financeira pequena ou não dispõe de reserva nenhuma, então é melhor parcelar o tributo", ensina. Trajano ainda aconselha a levar em conta os dividendos pagos pela aplicação, caso o dinheiro esteja aplicado. "Obviamente se o dinheiro da reserva estiver investido e rendendo menos que 7% ao ano, é mais negócio desfalcar um pouco a reserva e fazer o pagamento do licenciamento à vista", explica Trajano.

Muita gente não sabe, mas é possível parcelar o valor do IPVA e de outras taxas, e até multas, em até 18 vezes no cartão de crédito. Sete empresas credenciadas pelo Detran-PE oferecem este tipo de serviço em atendimento presencial na sede do órgão de trânsito (Estrada do Barbalho, 889, Bairro da Iputinga, Recife). Também é possível fazer o processo totalmente online. Oito empresas estão habilitadas para este serviço. Veja a relação das empresas credenciadas pelo Detran-PE para fazer o parcelamento dos débitos no cartão de crédito clicando aqui.

CUIDADOS

O Detran-PE informa que o pagamento aprovado via cartão de crédito permite a regularização imediata da situação do veículo, mas avisa que não podem ser parcelados no cartão de crédito as multas inscritas em dívida ativa, os parcelamentos inscritos em cobrança administrativa, débitos de veículos licenciados em outros estados, e ainda as multas aplicadas por outros órgãos autuadores que não autorizam o parcelamento ou arrecadação por meio de cartões de crédito ou débito.

É importante ainda que o proprietário se informe antecipadamente sobre os juros e outros encargos cobrados pelas operadoras do serviço, para avaliar se esta opção vale a pena.

Comentários

Últimas notícias