finanças

Ano novo, mas desafios antigos exigem cautela

2020 terminou, 21 chegou, mas muita gente não parou para virar a página, a vida não deu trégua para isso, mas vamos pensar positivo e chamar a responsabilidade para fazer acontecer! E, claro, em paralelo, seguir com os novos hábitos adquiridos pela maioria a fim de evitar problemas em relação à pandemia que segue

Leandro Trajano
Leandro Trajano
Publicado em 10/01/2021 às 17:00

leu
eco - FOTO: leu
Leitura:

E então 2021 está no ar, viramos a página, o capítulo ou como preferir chamar, de um ano tão desafiador para todos que foi 2020. E as primeiras semanas do ano em curso, expectativas, mais do que nunca esperança e, para muitos, cansaço. 2020 terminou, 21 chegou, mas muita gente não parou para virar a página, a vida não deu trégua para isso, mas vamos pensar positivo e chamar a responsabilidade para fazer acontecer! E, claro, em paralelo, seguir com os novos hábitos adquiridos pela maioria a fim de evitar problemas em relação à pandemia que segue.

O ano costuma começar com um caminhão de despesas por aí também? É essa a linha que trago hoje por aqui, afinal, se não nos organizarmos para começar o ano de forma equilibrada, as consequências podem pesar o resto do ano. Nesse começo, para a maioria das pessoas, as despesas chegam fortes, é material escolar, IPTU, IPVA, a vontade de pegar uma praia, aproveitar os fins de semana de janeiro, e mesmo depois da Black Friday e do Natal, o comércio e os centros comerciais chegam com tudo neste mês, que normalmente traz muitas liquidações. Mas e aí, como você se organizou para esse período do ano? Já se definiu em relação às despesas sazonais da época?

Olhos mais que abertos e pés no chão, firme, a fim de fazer as escolhas mais adequadas, tendo clareza do SEU momento, da SUA realidade e do SEU PLANEJAMENTO.

E se você não tem um planejamento, essa fase de começo de ano é muito simbólica para quem procura mudança, e ter o plano é ter um direcionamento, uma análise prévia de como percorrer o caminho de onde você está hoje e em relação ao lugar que você gostaria de chegar. E se não houver um planejamento para isso, você estará como um barco à deriva, folha seca arrastada pelo vento, não sabe para onde vai, qualquer lugar é um destino "aceitável" e a vida segue, para muitos se lamentando por não atingir o que gostaria.

Mas me responda uma coisa, por favor: ISSO depende de quem?

Conectando isso com as despesas de começo de ano, como você tem pensado e agido em relação a isso? Quais são as despesas dessa fase? Quais são os objetivos para este ano? Qual o planejamento para chegar lá, de que você depende para isso? Quais os esforços necessários? Corra, lute e faça acontecer, depende muito de um certo alguém, de você, ou não espere as soluções e realizações, apenas se prepare para encostar no muro das lamentações!

Aponte as suas prioridades a título dos pagamentos, das despesas sazonais, olho no que deve sofrer reajuste, tal como plano de saúde, que esse ano vai pegar muita gente de surpresa com um aumento além da média, pois aqueles que não tiveram o reajuste anual em 2020, terão o mesmo em dobro esse ano, devido ao que ficou acumulado. Olho nas novas despesas, consciência, análise crítica e invista em você, em desenvolvimento, e não falo apenas investimento financeiro, mas invista em tempo, se dedique àquilo que é sua especialidade e com isso pode te agregar mais conhecimento, demanda e, consequentemente, mais ganhos, invista em conhecimento no universo financeiro, organização, planejamento, investimentos, dedique um tempo para a leitura, para os exercícios que são positivos para o corpo e para a mente.

E para finalizar, trago novamente um ponto suscitado acima sobre as liquidações de janeiro. Respire, reflita, o mundo não vai acabar, as promoções tampouco, se não é momento e você não tem o domínio de suas finanças ou está preocupado em relação a tudo que tem para o começo do ano, novas promoções virão logo adiante, outra Black Friday e tantas oportunidades para que você atenda suas reais necessidades, pois muitas dessas promoções são mestres em CRIAR necessidades inexistentes, fomentar desejos e impulsionar o consumo.

Que 2021 seja um ano mais leve, de muita consciência, cautela, crescimento, aprendizado, desafios, busca, conquistas e realizações para você.

Forte abraço,

Leandro Trajano

 

Comentários

Últimas notícias