EDUCAÇÃO BÁSICA

Conheça o exemplo na educação de Itapissuma, líder do Ideb no Grande Recife

Na Região Metropolitana do Recife, município obteve as melhores notas tanto nos anos iniciais quanto nos anos finais

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 18/09/2020 às 7:56
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
A rede municipal de Itapissuma tem 13 escolas e duas creches, com um total de 3.851 estudantes e 523 docentes - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Itapissuma é a cidade da Região Metropolitana do Recife com o melhor resultado, no ensino fundamental, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), indicador de qualidade aferido pelo Ministério da Educação (MEC) a cada dois anos. O município obteve a maior nota, em 2019, nos anos iniciais (1º e 5ª séries) e também nos anos finais (6ª e 9ª séries) considerando a rede pública, ou seja, o desempenho das escolas estaduais e municipais juntas. As médias foram 5,9 e 5,6, respectivamente, ambas acima da nota de Pernambuco (5,1 nos anos iniciais e 4,5 nos finais). Na outra ponta, as cidades de Moreno e São Lourenço da Mata ficaram com o resultado mais fraco nas séries iniciais (4,6). Nos anos finais, a média mais baixa foi 3,9, registradas em Moreno e Ipojuca.

O Ideb, calculado a cada dois anos, varia de zero a 10. A nota é composta pelo desempenho dos alunos em provas de português e matemática, combinadas com a taxa de aprovação. Os testes são aplicados para as turmas das última séries de cada etapa: alunos do 5º ano porque acabaram os anos iniciais do ensino fundamental; os dos 9º anos porque estão concluindo essa fase; e os dos 3º anos do ensino médio por estarem na série final da educação básica. As provas dos estudantes fazem parte do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). São sempre realizadas em anos ímpares e os resultados liberados no ano seguinte. Os dados de 2019 foram divulgados na última terça-feira (15) pelo governo federal.

Em Pernambuco, as redes municipais absorvem 70,1% dos alunos dos anos iniciais do fundamental. Outros 28,7% estão nas escolas privadas e apenas 1,2% na rede estadual, segundo o Censo da Educação Básica 2019 do MEC. Nos anos finais, as escolas municipais ficam com 55,2% das matrículas. Os colégios estaduais absorvem 25,6% e a rede particular, 19%. Em todo o Estado, computando todas as redes, são cerca de 1,2 milhão de alunos cursando uma das nove séries do fundamental.

Alexandre Gondim
Colégio municipal Franceline Rogaciano, em Itapissuma - Alexandre Gondim
Alexandre Gondim
Colégio municipal Franceline Rogaciano, em Itapissuma - Alexandre Gondim
Alexandre Gondim
Colégio municipal Franceline Rogaciano, em Itapissuma - Alexandre Gondim
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Colégio municipal Franceline Rogaciano, em Itapissuma - ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Alexandre Gondim
Colégio municipal Franceline Rogaciano, em Itapissuma - Alexandre Gondim
Alexandre Gondim
Colégio municipal Franceline Rogaciano, em Itapissuma - Alexandre Gondim
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Escola Municipal Francelina Rogaciano da Silva, em Itapissuma, ficou com o Ideb mais alto da cidade, 6,3. Foco do município é no aprendizado dos estudantes - ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM

Das 14 cidades do Grande Recife, somente Itamaracá não melhorou o Ideb dos anos iniciais, comparando com a nota de 2017, ano da penúltima edição do índice. A ilha, em vez de crescer, caiu de 4,8 em 2017 para 4,7 ano passado. Nos anos finais, o Cabo de Santo Agostinho se manteve estável (4,2). Os demais 13 municípios cresceram os resultados.

Em relação ao cumprimento das metas estipuladas pelo MEC, seis não cumpriram (Abreu e Lima, Itamaracá, Moreno, Olinda, Paulista e São Lourenço da Mata) nos anos iniciais. Nas séries finais, cinco cidades não chegaram ao resultado planejado pelo ministério (Cabo, Ipojuca, Moreno, Paulista e São Lourenço da Mata).

O secretário municipal de Educação de Itapissuma, Jesanias Rodrigues, diz que um dos focos principais é o aprendizado do estudante. “Observamos cada aluno, olhamos individualmente. Acompanhamos seu desempenho. A cada bimestre há reunião do conselho de classe nas escolas. Se um professor identifica um aluno com dificuldade, procuramos colocá-lo em aulas de reforço no contraturno. Não esperamos acabar o ano para resolver o problema da falta de aprendizado”, explica Jesanias. A rede municipal tem 13 escolas e duas creches, com um total de 3.851 estudantes e 523 docentes.

“Nossos professores são muito legais. Procuram dar aulas interessantes, explicam os assuntos e debatem com a gente. Sinto falta de ter atividades de campo, fora da escola, ou aulas práticas”, diz Emilly Marcela Ramos, 14 anos, aluna do 9º ano da Escola Municipal Francelina Rogaciano da Silva. A unidade de ensino obteve o maior Ideb da cidade, com 6,3 nos anos finais, valor bem acima da meta projetada pelo MEC para 2021 (4,7).

Em Moreno, a secretária municipal de Educação, Ana Selma dos Santos afirma que o Ideb geral da rede municipal não crescia desde 2015. “Depois de quatro anos com Ideb 4 conseguimos chegar a 4,6 em 2019. É um movimento ascendente, fruto do trabalho que preza pela formação continuada dos nossos professores; o monitoramento dos resultados, a partir das avaliações internas e externas, com intervenções nas unidades com mais déficits. E melhorias na estrutura das escolas”, destaca Ana Selma. Moreno tem 7.300 alunos que estudam em 25 colégios municipais. Há 320 docentes.

Desempenho no Grande Recife

Veja o resultado do Ideb 2019 nas 14 cidades da Região Metropolitana do Recife. A nota é referente ao índice da rede pública, ou seja, reúne escolas municipais e estaduais. Ao lado da média tem a meta que foi estipulada pelo MEC para o ano de 2019

Ensino fundamental - anos iniciais - rede pública (escolas estaduais e municipais)

Cidade   -  Ideb 2019  - Meta 2019

1º Itapissuma - 5,9 - 4,9
2º Jaboatão dos Guararapes - 5,3 - 4,9
3º Recife - 5,2 - 5,2
4º Camaragibe - 5,1 - 5,1
4º Igarassu - 5,1 - 4,8
4º Paulista - 5,1 - 5,3
5º Abreu e Lima - 5 - 5,1
5º Cabo de Santo Agostinho - 5 - 5
5º Olinda - 5 - 5,2
6º Araçoiaba - 4,9 - 4,5
7º Ipojuca - 4,8 - 4,8
8º Itamaracá - 4,7 - 5,1
9º Moreno - 4,6 - 4,8
9º São Lourenço da Mata - 4,6 - 4,9

Ensino fundamental - anos finais - rede pública (escolas estaduais e municipais)

Cidade - Ideb 2019 - Meta 2019

1º Itapissuma - 5,6 - 4,1
2º Recife - 4,8 - 4,3
3º Camaragibe - 4,7 - 4,5
4º Igarassu - 4,6 - 4,2
5º Jaboatão dos Guararapes - 4,5 - 4,3
6º Olinda - 4,4 - 4,2
7º Itamaracá - 4,3 - 4,2
7º São Lourenço da Mata - 4,3 - 4,5
8º Abreu e Lima - 4,2 - 4,2
8º Araçoiaba - 4,2 - 4,2
8º Cabo de Santo Agostinho - 4,2 - 4,4
8º Paulista - 4,2 - 4,3
9º Ipojuca - 3,9 - 4
9º Moreno - 3,9 - 4,3

Fonte: MEC/Inep

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias