COLUNA ENEM E EDUCAÇÃO

Entidades comemoram vacinação contra covid-19 dos trabalhadores da educação de Pernambuco

Início da vacinação, no entanto, depende da organização de cada município

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 27/05/2021 às 19:48
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
ABRANGÊNCIA No Recife, as coberturas para primeira (30%) e segunda dose (14%) são maiores do que no Estado - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Entidades ligadas aos trabalhadores da educação de Pernambuco comemoraram a autorização para que seja iniciada a vacinação contra a covid-19 em quem atua em escolas, faculdades e universidades do Estado. O anúncio foi feito nesta quinta-feira pelo governador Paulo Câmara. Mas o início da imunização desse público depende do cronograma definido por cada município. 

No Recife, a vacinação para funcionários de unidades da educação básica teve início no final de abril. Para o pessoal do ensino superior começa nesta sexta-feira (28). Em Jaboatão dos Guararapes, o agendamento para trabalhadores da educação, com idades entre 40 e 59 anos, pode ser feito a partir desta sexta-feira. Em Olinda não há definição ainda.

“Estamos dando hoje um importante passo no combate à covid-19. Iniciar a vacinação dos profissionais da educação em todo o Estado foi uma luta grande, mas que conseguimos vencer com serenidade e obstinação", destacou o secretário de Educação e Esportes de Pernambuco, Marcelo Barros. 

"Gostaria de ressaltar ainda que, mesmo com o início da vacinação, é muito importante que todos os protocolos sigam sendo respeitados, dentro e fora das nossas instituições de ensino. Usem máscara, evitem aglomerações e mantenham o distanciamento social”, complementou o secretário.

Segundo a Secretaria Estadual de Educação, Pernambuco tem 30.130 professores lecionando na rede privada, 55.795 nas escolas municipais e 33.556 na rede estadual, totalizando 119.481 docentes na educação básica.

Veja a repercussão

Sinepe - Sindicato das Escolas Privadas de Pernambuco

"No dia em que a Prefeitura do Recife anunciou a vacinação dos trabalhadores em educação do município, nós do Sinepe iniciamos uma campanha imediata de solicitação aos secretários municipais de Educação pedindo o mesmo tratamento para os trabalhadores da educação das suas cidades. Fomos além, para agilizar o planejamento das prefeituras: enviamos um levantamento detalhado do número de professores dos respectivos municípios, de acordo com dados do Censo Educacional IBGE 2019.
Imaginamos que esta ação acarretou um pleito dos prefeitos e secretários junto ao governo estadual, resultando nessa justa, esperada e necessária notícia, recebida com euforia por toda a categoria de gestores, professores e trabalhadores da educação. A educação de Pernambuco está vitoriosa e a luta dos gestores educacionais foi contemplada".
Arnaldo Mendonça - Diretor Executivo

Sintepe - Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco

"O anúncio do governador autorizando a vacinação dos trabalhadores da educação é para nossa categoria uma grande vitória, fruto da Greve pela Vida que estamos realizando apenas nas atividades presenciais, desde o dia 19 de abril. Só queremos voltar aos locais de trabalho após estarmos vacinados, portanto continuamos com o trabalho remoto e com a nossa vitoriosa Greve pela Vida, porque temos compromisso com nossos estudantes. Vale ressaltar que há reunião agendada na próxima terça-feira (1º) com Ministério Público, para tratar do impasse que existe hoje, inclusive a Secretaria de Educação e a PGE também foram convocadas".
Valéria Silva - presidente

"Essa é uma conquista da luta dos professores e trabalhadores em educação. Desde o ano passado o Sintepe denuncia que as aulas presenciais sem vacina eram um decreto de morte. De fato, muitos colegas morreram acometidos da covid-19. Agora, o governo reconhece o que víamos dizendo desde o ano passado. Mas ainda temos muito o que reivindicar, temos colegas que estão com sequelas da doença, assim como precisamos de equipamentos e condições de trabalho para as aulas remotas".
Ivete Caetano - vice-presidenta

Consórcio Universitas (UFPE, UPE, UFRPE, Ufape, Unicap e Univasf)

"Pernambuco dá um passo importante com a vacinação dos professores e técnicos- administrativos da educação superior contra a covid-19. É preciso promover a proteção desses profissionais para que sigamos com mais segurança em nossas atividades de ensino, principalmente aquelas que só podem acontecer de forma presencial, no modelo híbrido que estamos adotando, como é o caso das práticas e estágios nos cursos de saúde. Isso também contribui para equacionar a questão do calendário acadêmico que não coincide com o calendário civil, tendo em vista o período de suspensão de aulas que aconteceu em 2020. Então, essa decisão nos dá esperança de voltarmos com maior brevidade à rotina acadêmica que tínhamos antes da pandemia, bem como em continuarmos a nossa missão que é contribuir, com qualidade, para o desenvolvimento sustentável do Estado através do ensino, da pesquisa e da extensão universitária"
Pedro Falcão - reitor da UPE e presidente do consórcio

Sindicato das Instituições de Ensino Superior Particular de Pernambuco (Siespe)

"Foi com muita alegria que o Siespe recebeu a notícia da inclusão dos profissionais de educação na lista de grupos prioritários para a vacinação contra a covid-19. Este foi um dos nossos pleitos junto ao Governo do Estado há cerca de dois meses. Apesar das instituições de ensino estarem com todos os protocolos de segurança para retorno preparados, a vacinação é necessária para dar continuidade, com ainda mais segurança e tranquilidade de nossos professores e colaboradores, ao cronograma de aulas práticas dos cursos, permitindo que não haja atrasos na formação dos estudantes. A decisão irá beneficiar os associados do sindicato, além de outras instituições no Estado e milhares de professores e trabalhadores do setor tanto do ensino privado quanto público.
Jânyo Diniz - presidente

Adufepe - Associação dos Docentes da UFPE

"Nós que fazemos a Adufepe recebemos o anúncio do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, com muita felicidade. O Brasil tem reconhecimento internacional como um país de melhor desempenho de vacinação populacional, graças à capilaridade do SUS. Nossa luta foi intensa, solicitando a vacinação prioritária dos professores universitários, muitos dos quais, inclusive, estão na linha de frente das pesquisas que nutrem o sistema de saúde no combate à covid-19.

Fizemos articulações com a reitoria da UFPE e até mesmo com a vice-governadoria para que a imunização abraçasse os docentes de ensino superior. Integramos grupos de trabalho e promovemos debates com especialistas e parlamentares exigindo a vacinação para todos. Agora, chegou a nossa vez. Entraremos em contato com as prefeituras onde ficam localizados os campi para entender qual será o esquema adotado pelos municípios e faremos o que estiver ao nosso alcance para que a imunização seja feita de forma rápida e eficiente.

No entanto, é importante compreender a necessidade urgente da vacinação de toda população. Só assim será possível o controle dos efeitos desta pandemia. Nossa luta continua. Vacina para todos e todas"
Cristovam Vieira - Presidente

 

Comentários

Últimas notícias